F1: Aston Martin enfrentou dificuldades na corrida de hoje

A Aston Martin esperava um resultado melhor no GP de Miami de Fórmula 1, mas Fernando Alonso terminou a corrida em P9 e Lance Stroll ficou apenas em P17.

Mike Krack, chefe da equipe: “Dois pontos conquistados com dificuldade em uma corrida dominada pela posição na pista e pelo tráfego. Nossas posições iniciais nos atrapalharam hoje. A corrida de Fernando foi simples e o tempo do Safety Car Virtual revelou-se útil, pois ele sofria com os pneus duros. Ele finalmente conseguiu progredir para P9. Com Lance, talvez tenhamos parado um pouco no início, tentando superar (Yuki) Tsunoda, e não nos recuperamos da posição que perdemos na pista. Aprenderemos essas lições antes do início da temporada europeia”, concluiu.

Alonso: “Depois de um dia difícil ontem, foi bom sair deste fim de semana com alguns pontos para a equipe. Tivemos um pouco de sorte com o timing do Safety Car Virtual e depois com o Safety Car real juntando o grid. Aproveitamos então a oportunidade para colocar pneus médios. Isso mudou um pouco a nossa estratégia e nos permitiu ter algumas boas disputas. Gostei da corrida e parece que mostramos um pouco mais de desempenho na corrida do que na sessão de classificação. Temos algum trabalho a fazer para melhorar nosso desempenho nas próximas corridas. Estou feliz por Lando (Norris). É sempre especial conquistar sua primeira vitória”, acrescentou.

Stroll: “Não foi uma grande corrida hoje. Fizemos uma parada antecipada e algumas voltas depois o Safety Car foi acionado, então os carros que ficaram de fora se beneficiaram muito com isso. Isso realmente comprometeu nossa estratégia. A partir daí consegui ultrapassar alguns carros e cruzei a linha de chegada em 13º, mas fui penalizado por ultrapassar (Alex) Albon e perdi algumas posições. Analisaremos isso mais tarde, mas parece uma penalidade estranha. Iremos trabalhar duro nas próximas semanas para encontrar mais ritmo no carro para Ímola”, finalizou o canadense.

O F1MANIA.NET acompanha o GP de Miami ‘in loco’ com os jornalistas Victor D. Berto e Rodrigo França.