F1: Alonso prevê menos oportunidades contra a dominância da Red Bull em 2024

O avanço esperado da Red Bull pode limitar as chances de vitória para os rivais da F1, alerta Fernando Alonso

Fernando Alonso expressou sua preocupação com a possibilidade ainda menor de os rivais da Red Bull vencerem corridas em 2024, devido ao esperado avanço que os atuais campeões fizeram. Desde o retorno dos carros de efeito solo em 2022, a Red Bull tem dominado a competição, vencendo 21 das 22 corridas realizadas na última temporada. A Aston Martin surgiu como o concorrente mais próximo da Red Bull no início da campanha anterior, mas Alonso não conseguiu vencer dada a dominância de Max Verstappen.

O espanhol está otimista de que a equipe baseada em Silverstone fez progressos com seu AMR24, mas está preocupado que o progresso da Red Bull ofusque seus competidores. A equipe austríaca foi antecipada para evoluir sua máquina dominante de 2023, mas surpreendeu com algumas inovações marcantes ao revelar seu desafiante RB20.

Com Alonso prevendo que a Red Bull permanecerá intocável na frente, ele também parece ter descartado as chances de Sergio Perez superar Verstappen. “Não tenho uma bola de cristal para saber o que os outros estão fazendo”, disse Alonso, referindo-se à ordem de forças durante os testes pré-temporada no Bahrein.

Alonso expressou dúvidas sobre a capacidade de qualquer equipe de vencer a Red Bull nesta temporada, citando a brutalidade do esporte e a dominância contínua de Verstappen e sua equipe. A única falha da Red Bull na temporada anterior ocorreu em Singapura, onde lutaram com a configuração do RB19, mas Alonso acredita que a equipe tenha abordado seu desempenho em baixa velocidade, tornando as perspectivas para a competição ainda mais sombrias.

Apesar de seus excelentes resultados nos testes físicos de inverno, Alonso admite que tais feitos individuais não garantem resultados competitivos na pista com a Aston Martin. Ele reflete sobre sua experiência em 2015 com a McLaren, onde, apesar de estar em excelente forma física e motivado, conseguiu apenas 11 pontos, destacando a natureza imprevisível do esporte.