F1: Albon se tornou grande nome no mercado de pilotos

Alex Albon, que já chegou a ser rebaixado pela Red Bull, deu a volta por cima na Williams e se tornou um dos pilotos mais procuradas do mercado da Fórmula 1 em 2024.

O britânico-tailandês levou a Williams ao sétimo lugar no Campeonato de Construtores em 2023 praticamente sozinho, no que foi o melhor resultado da equipe desde 2017, ao somar 27 dos 28 pontos do time no ano passado. Suas performances de destaque, como o quarto lugar no grid do GP da Holanda, conquistando também elogios de Helmut Marko, consultor da Red Bull, fizeram dele um nome quente novamente.

Apesar de ter contrato com a Williams até o final de 2025, rumores apontam que o piloto e seu staff já conversaram com metade do grid sobre uma possível mudança no futuro. Alpine e Haas teriam demonstrado interesse, e agora a Ferrari também aparece como pretendente.

Com a confirmação de Lando Norris na McLaren e Charles Leclerc na Ferrari, Albon surge como um forte candidato para a cobiçada vaga da Red Bull ao lado de Max Verstappen. Mas a Ferrari também o observa como potencial companheiro de Leclerc, já que as negociações de renovação com Carlos Sainz não avançam como esperado.

“Albon está lá em cima no mercado de pilotos”, afirmou o jornalista Lawrence Barretto do F1.com. Fontes dizem que os engenheiros da Red Bull o classificam como um grande talento, e o próprio piloto considera os rumores ‘agradáveis’, sugerindo que as conversas estejam acontecendo mesmo com um contrato vigente.

Essa reviravolta na carreira de Albon é interessante. Do descarte da Red Bull ao status de ‘nome do mercado’, o piloto está de volta aos holofotes e pronto para disputar as principais vagas na Fórmula 1. Em 2026, com a entrada de novos fabricantes, uma vaga em equipes de ponta ficará ainda mais disputado, e Albon parece estar se posicionando estrategicamente para garantir um lugar de destaque nessa nova era da categoria.