Espetacular! O fim de semana “impossível” do Grande Prêmio da Inglaterra

Foi realmente espetacular, mas limitar o último fim de semana de F1 a um adjetivo é simplesmente impossível.

É impossível para o fã de Lewis Hamilton, claro, mas impossível também para o fã desse esporte maravilhoso que é a Fórmula 1.

De uma impossível reabilitação da Mercedes ao topo do grid. Um “impossível” erro da McLaren e de seu piloto Lando Norris que, pelo menos pela terceira vez nesta temporada, deixou escapar a vitória.

Na verdade, para a McLaren, foi um fim de semana “impossível, aff…˜, quando a equipe pediu para Oscar Piastri permanecer na pista e com isso ele perdeu a chance, alguns anos atrás, impossível de subir ao pódio.

Teve um impossível desempenho mediano de Red Bull e Max Verstappen – apesar da merecida segunda posição no pódio.

Foi também impossível não se frustrar ao ver a Ferrari despencar na hierarquia do grid e voltar a cometer erros que, em tempos atrás, pensamos que era impossível que eles não cometessem.

E quando o impossível torna-se possível, não há como segurar as lágrimas. Na verdade, elas se somam às muitas lágrimas despejadas por aí…

Hamilton, 945 dias depois do último triunfo na F1, novamente fez história ao mostrar que, mesmo diante do que parece impossível, impossível é desistir.

F1 2024, Fórmula 1, GP da Inglaterra, Silverstone
Foto: XPB Images