Finalíssima: pontuação dobrada decide campeões da Turismo Nacional em Cascavel

Em disputa completamente aberta e imprevisível provocada por um fator crucial no regulamento, 18 pilotos com chances de título aceleram em uma das pistas mais empolgantes do Brasil

Depois de cinco etapas e 30 corridas disputadas, a Turismo Nacional chega neste fim de semana (2 e 3/12), em Cascavel (PR), à rodada final de uma empolgante temporada 2023. Mas antes da coroação dos novos campeões no Autódromo Internacional Zilmar Beux, a categoria dos carros mais vendidos do Brasil apresenta um cenário no qual vários candidatos podem conquistar os títulos em jogo nas classes A, B e Rookie. São 18 os pilotos que chegam ao Oeste do Paraná com possibilidades de soltar o grito de campeão no próximo domingo.

O fator que deixa a competição imprevisível nesta última etapa está no regulamento, que determina pontuação dobrada. Desta forma, considerando as seis corridas na rodada, estarão em jogo 256 pontos, levando em conta também os pontos de bonificação por pole e volta mais rápida nas classes A e B. Definitivamente, nada está definido.

Todos contra Berlanda — O principal nome da temporada nesta etapa decisiva do campeonato é o catarinense Juninho Berlanda. Dono do título da Turismo Nacional na classe TN PRO em 2022, o piloto brilhou a bordo do Toyota Yaris preparado pela equipe Pein Competições. Com 30 anos, Berlanda faturou 14 vitórias, cinco poles e incríveis 30 presenças no top-10, um aproveitamento de 100% neste quesito na temporada pela categoria A. Juninho soma 478 pontos e lidera a tabela.

O adversário mais próximo de Berlanda no campeonato é o mato-grossense Ernani Kuhn. Com 27 anos, o piloto da equipe Fast Racing despontou com arrancada notável na quinta e penúltima etapa da temporada, no Velopark (RS), onde faturou as seis vitórias em disputa na categoria A. No total, Ernani triunfou em nove corridas, conquistou três poles e terminou 27 provas no top-5, totalizando 401 pontos (77 a menos que Berlanda) no campeonato a bordo do seu Chevrolet New Onix.

Também têm chances de título o paulista Arthur Scherer (Fiat Argo da WC6 Motorsport), o paraense Pablo Alves (Chevrolet New Onix da Maranatha Racing), o paranaense e natural de Cascavel Gui Sirtoli (Chevrolet Onix da G3X Racing) e o catarinense Junior Niju (Chevrolet New Onix da Porthack).

Tudo aberto na categoria B — Augusto Freitas tem se destacado nesta temporada como o piloto a ser batido na divisão B da Turismo Nacional. A bordo do Chevrolet New Onix preparado pela equipe Fast Racing, o catarinense de 47 anos faturou 13 vitórias, sendo três delas no geral, além de oito poles e 26 top-5 em sua classe. Freitas tem 463 pontos e lidera a tabela com 68 de vantagem para um adversário de peso e história no esporte.

O goiano Célio Vinícius é quem está mais próximo de Freitas no campeonato. Com 40 anos, ‘Célinho’ elevou o Brasil no topo do esporte ao conquistar sete títulos mundiais de jet-ski. Na terra, foi campeão brasileiro de moto cross-country e bicampeão de mountain bike. Em sua primeira temporada completa na Turismo Nacional, assim como Augusto, Célio Vinícius ocupa a liderança na classe B e também sonha com o título com seu New Onix.

A disputa tem ainda o goiano Ewerson Dias (Chevrolet New Onix Sedan da Ricco Motorsport), o gaúcho Fernando Trennepohl (New Onix da Kratina Racing), o paranaense Junior Helte (New Onix da Porthack) e os goianos Iturival Neto (Volkswagen Polo da Brandão Motorsport) e Jairo Andrade (Citroën C3 da Córdova Motorsport), todos com chances matemáticas.

Força feminina — A luta pelo título entre os Rookies tem como um dos destaques a mineira Bruna Dias. Com 30 anos, a competidora da Ricco Motorsport e filha de Ewerson Dias estreou na Turismo Nacional neste ano e já experimentou a emoção de subir ao pódio. Bruna é a terceira colocada do campeonato e soma 244 pontos a bordo do seu Chevrolet New Onix Sedan.

O líder da tabela é Fernando Trennepohl, de 38 anos. O gaúcho de Não-Me-Toque chega para a decisão do título com 369 pontos, enquanto Iturival Neto, goiano de 34 anos, ocupa a vice-liderança na classificação dos estreantes, com 287. Também seguem com possibilidades matemáticas de buscar o título o carioca radicado em Fortaleza (CE) Felipe Pedrosa, com 196 pontos, e também o gaúcho Junior Martins, com 170.

Os finalistas da Turismo Nacional em 2023
Categoria A
1º – Juninho Berlanda, 478 pontos
2º – Ernani Kuhn, 401
3º – Arthur Scherer, 293
4º – Pablo Alves, 292
5º – Guilherme Sirtoli, 266
6º – Junior Niju, 226

Categoria B
1º – Augusto Freitas, 463
2º – Célio Vinícius, 395
3º – Ewerson Dias (Sênior), 329
4º – Fernando Trennepohl (Rookie), 308
5º – Junior Helte, 293
6º – Iturival Neto (Rookie), 220
7º – Jairo Andrade, 213

Categoria Rookie
1º – Fernando Trennepohl, 369
2º – Iturival Neto, 287
3º – Bruna Dias, 244
4º – Felipe Pedrosa, 196
5º – Junior Martins, 170