Galid Osman vence de ponta a ponta corrida 1 do TCR Brasil em Cascavel

Galid Osman garantiu a vitória da primeira prova do TCR Brasil em Cascavel, no Paraná, na tarde deste sábado (25). O piloto da W2 Pro GP se aproveitou do erro do pole position Rodrigo Baptista durante a largada para tomar a primeira colocação e seguir em primeiro até o final da prova, sem sofrer grandes pressões dos adversários.

Matías Rossi, que fez sua primeira corrida no TCR, finalizou em segundo, cerca de 1s700 atrás de Osman. O argentino da Toyota Team Argentina chegou a tentar se aproximar em alguns momentos, mas sem sucesso. O terceiro lugar ficou com Pedro Cardoso, da PMO Racing, que mostrou forte ritmo ao longo de toda a prova. Juan Casella, da Squadra Martino, fechou em quarto e chegou a ter boas disputas com Cardoso. Raphael Reis, mais um integrante da W2 Pro GP finalizou em quinto.

Rodrigo Baptista precisou escalar o pelotão após cair para a décima posição na largada. O piloto da Squadra Martin recebeu a bandeirada em sexto. A sétima posição ficou com Marcos Regadas, da PMO Racing, que garantiu a vitória da classe Trophy com esse resultado. Thiago Vivacqua, da Cobra Racing Team, foi o oitavo com um embate emocionante com Fabián Yannantuoni, da Paladini Racing, que foi o nono. Enrique Maglione, da Squadra Martino, fechou o top-10 da primeira prova.

A programação do TCR Brasil em Cascavel continua neste sábado, com mais uma prova às 17h15. No domingo, TCR Brasil e South America voltam juntos para a pista, com provas às 10h10 e 12h10.

Confira como foi a corrida 1:
Rodrigo Baptista não fez boa largada, ficando parado no grid e, consequentemente, caindo para P10. Galid Osman assumiu a liderança, com Matías Rossi logo atrás, pressionando. Pedro Cardoso assumiu a terceira posição e a primeira volta seguiu sem incidentes. As voltas seguintes foram de controle por parte de Galid que conseguiu manter distância de cerca de 0s400 de Rossi, enquanto Digo começava sua tentativa de escalar o pelotão, subindo para nono.

Com dez minutos de prova, Digo já se encontrava em sétimo, protagonizando boa disputa com Fabián Yannantuoni. O grid continuava sem muitas movimentações, com os pilotos prezando pela cautela. Na briga pela nona colocação, Enrique Maglione acabou saindo levemente da pista na curva de início do traçado, conseguindo retomar o controle de seu carro, mas se afastando um pouco de seu alvo, Thiago Vivacqua.

Com sete minutos para o fim, a briga pelo terceiro lugar começou a apertar, com Casella chegando perto de Pedro Cardoso. Baptista conseguiu chegar na sétima colocação. Casella chegou em Cardoso, eles ficaram lado a lado, mas Cardoso aproveitou da prioridade na curva. Casella continuou insistindo, mas Cardoso conseguiu abrir maior distância.

Na reta final, Fabian e Vivacqua se envolveram em disputa pela oitava colocação. O brasileiro forçou a ultrapassagem e conseguiu levar a posição. Enquanto isso, Galid Osman cruzava a linha de chegada com 1s700 de vantagem, garantindo a vitória.