O automobilismo no universo dos videogames

As corridas de automóveis têm sido uma parte fundamental da cultura dos videogames desde o seu início.

Desde os gráficos 2D simples dos primeiros títulos até às experiências super-realistas dos dias de hoje, os jogos de corridas evoluíram significativamente.

O gênero não só proporciona entretenimento, como também influenciou a percepção dos automóveis e das corridas na vida real.

O início das corridas de automóveis no universo gaming

Os primeiros jogos de vídeo de corridas surgiram na década de 1970.

Um dos pioneiros foi o “Gran Trak 10”, lançado em 1974 pela Atari. Este jogo permitia aos jogadores controlar um carro numa pista de corrida vista de cima. Embora os gráficos fossem muito básicos, este título lançou as bases para o desenvolvimento futuro do gênero.

Durante a década de 1980, os jogos de vídeo de corridas começaram a ganhar popularidade com títulos como “Pole Position” da Namco em 1982, que introduziu uma visão na terceira pessoa por detrás do carro, um padrão que continua a ser popular atualmente.

Este jogo foi também um dos primeiros a incluir circuitos baseados em pistas reais, aumentando o realismo e a imersão.

A evolução e a ascensão da década de 1990

A década de 1990 assistiu a uma explosão na popularidade dos jogos de corridas, impulsionada pelos avanços na tecnologia gráfica e pelo aumento da potência das consoles de videogames.

Jogos como “Super Mario Kart” (1992) para a Super Nintendo introduziram elementos de arcada e fantasia no gênero, criando uma subcategoria completamente nova e muito popular.

Outro marco foi “Gran Turismo” (1997) para a PlayStation, desenvolvido pela Polyphony Digital. Este jogo revolucionou o gênero ao oferecer uma simulação de condução extremamente detalhada e um vasto catálogo de automóveis reais.

O “Gran Turismo” era conhecido pela sua atenção ao pormenor da física dos veículos e das pistas, bem como pela sua profundidade na personalização e afinação dos carros.

Esta ênfase no realismo atraiu um público mais vasto, incluindo entusiastas de automóveis que procuravam uma experiência de condução autêntica.

Realismo e simulação do século XX

Com a chegada do novo milénio, a capacidade dos videojogos para oferecer gráficos realistas e física precisa continuou a melhorar.

O “Forza Motorsport”, lançado em 2005 pela Turn 10 Studios para a Xbox, tornou-se um forte concorrente do “Gran Turismo”. Ambos os jogos estabeleceram novos padrões em termos de realismo, pormenor e profundidade.

A série “Need for Speed”, por outro lado, centrou-se mais nas corridas de arcada e na cultura de rua, oferecendo jogos com histórias envolventes e modos de jogo variados que incluíam perseguições policiais e corridas ilegais.

Títulos como “Need for Speed: Underground” (2003) e “Need for Speed: Most Wanted” (2005) captaram a imaginação de muitos jogadores, popularizando ainda mais o gênero.

O automobilismo no universo dos videogames
Foto: iRacing

A revolução dos simuladores de corridas

Na última década, os simuladores de corridas atingiram um novo nível de sofisticação. Jogos como o “iRacing” foram concebidos para oferecer uma experiência de simulação tão próxima da realidade quanto possível. Estes títulos são utilizados não só por jogadores, mas também por pilotos profissionais para treinarem e familiarizarem-se com as pistas.

O “iRacing”, em particular, criou uma sólida comunidade online de pilotos, oferecendo competições organizadas e eventos em direto.

A precisão da simulação da física dos automóveis e das condições da pista nestes jogos é impressionante, com pormenores que incluem a temperatura e o desgaste dos pneus e condições meteorológicas dinâmicas.

A realidade virtual, eSports e o iGaming

A realidade virtual (RV) começou a desempenhar um papel importante na evolução dos jogos de corridas. Títulos como “Project CARS” e “Dirt Rally” implementaram o suporte de RV, oferecendo uma experiência imersiva que leva os jogadores diretamente para o cockpit.

A sensação de velocidade e a capacidade de olhar livremente à volta num ambiente 3D aumentam significativamente a imersão e o realismo.

Por seu lado, as competições eSports ganham força. Jogos como a série “F1” foram adotados em torneios de eSports, atraindo grandes audiências e oferecendo prémios substanciais.

Por último, o iGaming, setor referente ao jogo online, pela mão dos casinos, também tem trazido alguns jogos de corridas, mas em versão de slot machines. títulos como “Kart Wheelin” ou “Street Racer” podem ser experimentados em plataformas especializadas em casino, nos vastos catálogos de slots que apresentam agora diferentes temáticas, funcionalidades e formas de jogar.

Com efeito, o desporto automóvel no universo dos videojogos percorreu um longo caminho. A evolução tecnológica tem permitido experiências cada vez mais realistas e pormenorizadas, apelando a uma vasta gama de jogadores, desde os fãs casuais aos pilotos profissionais.

Com o avanço contínuo da tecnologia de realidade virtual e a crescente popularidade dos eSports, o futuro dos videojogos de corridas promete ser ainda mais emocionante e inovador.