Fórmula E: Português vence duas corridas em Portland e entra na briga pelo título

O piloto António Félix da Costa (TAG Heuer Porsche) teve seu melhor fim de semana na história do Campeonato Mundial da ABB FIA Fórmula E. O português ganhou as duas corridas do fim de semana no Portland International Raceway, nos Estados Unidos.

Misturando boa estratégia e sorte, Da Costa não apenas levou os troféus para Lisboa, mas também se credenciou para a briga pelo título da décima temporada dos carros elétricos. A próxima rodada dupla em Londres, na Inglaterra, definirá o campeão da temporada. As corridas serão no centro de exposições ExCeL London.

António Félix da Costa (TAG Heuer Porsche) assumiu a quarta colocação com 122 pontos e uma marca de três vitórias nas últimas quatro etapas da Fórmula E, já fazendo sombra para os neozelandeses Nick Cassidy (Jaguar TCS Racing) e Mitch Evans (Jaguar TCS Racing), com 167 e 155 pontos, respectivamente. O alemão Pascal Wehrlein (TAG Heuer Porsche) é o terceiro com 155 pontos também.

“Estou muito feliz com os resultados. Nem sei o que pensar nesse momento, sabemos que tudo é temporário, as fases boas e as fases ruins. Poderia estar ainda mais longe na tabela se não tivesse perdido uma vitória na rodada dupla de Misano, na Itália”, disse Da Costa.

”Nunca, depois de tudo o que passei este ano, considerarei qualquer vitória ou qualquer pódio garantido. O objetivo inicial era tentar pegar a Jaguar no campeonato por equipes. Agora é reta final”.

O pódio da segunda corrida do Hankook Portland E-Prix 2024 teve novamente o holandês Robin Frijns (Envision Racing) na segunda colocação, com direito à volta mais rápida, e Mitch Evans (Jaguar TCS Racing) em terceiro. O Julius Baer Pole Position foi o francês Jean-Éric Vergne (DS Penske).

Os brasileiros não pontuaram nos EUA. O mineiro Sérgio Sette Câmara (ERT Fórmula E Team) foi o 14º, o paulista Caio Collet (Nissan) o 16º e o paulista Lucas di Grassi (ABT Cupra) o 17º após ser punido pela FIA.

Matemática para o título

O resultado nos EUA leva para a etapa final um campeonato aberto com sete pilotos com chances de título. A Fórmula E oferece, por E-Prix, um máximo de 29 pontos para o piloto vencedor: 25 pela vitória, 3 pela Julius Baer Pole Position e 1 pela Volta Rápida.

Traduzindo em números, até o atual campeão Jake Dennis (Andretti Fórmula E Team), que tem 122 pontos, pode conquistar o bicampeonato se vencer as duas corridas restantes.

O neozelandês Nick Cassidy (Jaguar TCS Racing) entrou em Portland com a possibilidade de ser campeão antecipado, mas saiu zerado. No sábado (29), o piloto tinha a vitória nas mãos, mas acabou rodando e caindo para as últimas posições, permanecendo com 167 pontos.

Mitch Evans (Jaguar TCS Racing) também teve um desempenho ruim na primeira prova, mas se recuperou na tabela, subindo para o segundo lugar.

Outro campeonato em aberto é o dos construtores da Fórmula E. A Jaguar TCS Racing segue na liderança, mas viu a diferença para a TAG Heuer Porsche diminuir.

Classificação do Mundial de Pilotos:
1º – Nick Cassidy (Jaguar TCS Racing) – 167 pontos
2º – Mitch Evans (Jaguar TCS Racing) – 155 pontos
3º – Pascal Wehrlein (TAG Heuer Porsche) – 155 pontos
4º – António Felix Da Costa (TAG Heuer Porsche) – 134 pontos
5º – Oliver Rowland (Nissan) – 131 pontos
19º – Sérgio Sette Câmara (ERT Fórmula E) – 11 pontos
24º – Lucas di Grassi (ABT Cupra) – 2 pontos

Classificação do Mundial de Equipes:
1º – Jaguar TCS Racing – 322 pontos
2º – TAG Heuer Porsche – 289 pontos
3º – DS Penske – 184 pontos
4º – Andretti – 168 pontos
5º – Nissan – 157 pontos