Fórmula E: Evans ultrapassa Wehrlein na última volta e vence em Xangai

Mitch Evans, da Jaguar TCS Racing, fez uma manobra espetacular na última volta para conquistar a vitória na primeira corrida do E-Prix de Xangai neste sábado, cronometrando perfeitamente para ultrapassar Pascal Wehrlein, da Porsche.

Evans largou em terceiro e assumiu a liderança logo no início da volta 7, abrindo caminho entre o autor da pole position, Jean-Eric Vergne (DS PENSKE), e Oliver Rowland (Nissan), bem como os Porsches de Pascal Wehrlein e Antonio Félix da Costa, que trabalharam em conjunto com o ATTACK MODE para manter a posição na pista e ao mesmo tempo cuidar dos seus níveis de energia.

Os seis primeiros pareciam ser o lugar ideal para estar, enquanto os pilotos lutavam para chegar à frente da corrida, afastando-se dos contatos no meio e posicionando-se para um possível pódio.

No meio da corrida, na volta 16, Wehrlein e da Costa voltaram a assumir a liderança ao lado de Evans, sendo o piloto da Jaguar a sua companhia mais próxima, embora não houvesse absolutamente nada que dividisse o grupo, pois cada carro andava bastante próximo. Os porsches iam em tandem, impedindo qualquer avanço de Evans por trás e bloqueando o Jaguar na longa curva 1.

Porém, na volta 19, Evans tinha 1% a mais de potência e conseguiu ultrapassar Da Costa no setor 1, enquanto o Jaguar TCS Racing do líder do campeonato Nick Cassidy tinha 2% a mais de potência sobre ele. Na volta 23, Cassidy passou para o quarto lugar e ficou com 3% a mais de energia sobre o trio líder formado por Wehrlein, Evans e Da Costa.

O atual campeão Jake Dennis (Andretti) entrou brevemente no quarteto líder antes que a vantagem energética dos Jaguares se tornasse aparente, com Cassidy ultrapassando Da Costa para o terceiro lugar à medida que as voltas passavam.

Wehrlein tinha dois por cento menos energia que os Jaguares e foi forçado a fazer todas as manobras defensivas possíveis para conter seus rivais. No entanto, Evans quebrou a resistência do alemão na última volta, depois de uma manobra fracassada na forquilha, uma volta antes.

Evans contornou Wehrlein por fora para passar para o primeiro lugar e segurou a bandeira quadriculada, enquanto o Porsche se defendeu dos avanços de Cassidy na curva final. O líder do campeonato teve de se contentar com a terceira posição depois de colidir com o alemão na última curva e ter de rejeitar o ataque de Oliver Rowland para o último degrau do pódio.

Da Costa ficou em quinto, seguido por Dennis e Vergne, que ficou apenas em sétimo da primeira posição do grid. Nyck de Vries marcou seus primeiros pontos com a Mahindra depois de liderar a corrida nos estágios iniciais e cruzou a linha de chegada em oitavo lugar. Maximilian Guenther, da Maserati MSG Racing, e Sébastien Buemi, da Envision Racing, completaram o top 10, porém Guenther mais tarde recebeu uma penalidade de 10 segundos, permitindo que Stoffel Vandoorne, da DS PENSKE, ficasse com os pontos.

Com tudo isso, Cassidy lidera Wehrlein na classificação de pilotos com 155 pontos a 142, com Rowland em terceiro com 130. A liderança da Jaguar TCS Racing na classificação por equipes é agora de 66 pontos já que a equipe venceu três das últimas quatro corridas.

O E-Prix de Xangai terá sua segunda corrida no domingo.