F1: Verstappen diz que sempre terá carinho pela Honda

Max Verstappen desembarcou no Japão para o GP deste fim de semana com boas lembranças. Afinal, em Suzuka, o piloto conquistou seu segundo título na Fórmula 1 e a Red Bull Racing garantiu o campeonato de construtores no ano passado. O fato de ser a casa da Honda torna a corrida ainda mais especial.

“Estar aqui no Japão é sempre muito bom”, disse Verstappen. “Passei alguns dias esquiando. É ótimo estar de volta. Na verdade, gosto mais dessa época do ano, no início. Quando você viaja muito, Austrália, e depois pode vir direto para o Japão, acho que funciona muito bem.”

O GP do Japão é especial para a Red Bull, principalmente pela colaboração com a fornecedora de motores Honda. Questionado sobre seus destaques pessoais com a Honda, Verstappen respondeu: “Acho que vencer corridas e campeonatos juntos, com certeza é o meu ponto alto com a Honda, e poder trabalhar com o pessoal deles. Muitas coisas boas já fizemos e ainda estão por vir.”

Verstappen lamenta o fim da parceria com a Honda em 2026, mas diz que só guarda boas recordações. “O relacionamento sempre foi muito, muito bom. Momentos que você nunca esquece. Para mim, como o primeiro pódio, ver a felicidade no rosto de todos, depois de alguns anos difíceis, foi realmente especial”, afirmou.

“E claro, a primeira vitória. São todos esses momentos que você viveu e o campeonato. Sempre vou me lembrar deles. E também, as pessoas brilhantes com quem você trabalha. E também a cultura deles. Você tem muito respeito pela forma como eles abordam as coisas. Foi muito bom poder trabalhar com eles”, acrescentou o holandês.

“Obviamente em um ponto, nosso relacionamento vai terminar em termos de trabalho com a equipe, mas isso não significa que é o fim. Há muito mais, e com certeza, para mim, sempre serei um grande fã da Honda. É um grande fabricante, mas é natural que eu tenha um pouco mais de história com a Honda”, concluiu Verstappen.