F1: Sauber enfrentou dificuldades na corrida no Red Bull Ring

A equipe Sauber (Stake F1 Team) enfrentou algumas dificuldades durante uma tarde quente no GP da Áustria de Fórmula 1, com Valtteri Bottas e Zhou Guanyu chegando ilesos à bandeira quadriculada, mas fora dos pontos, em P16 e P17 respectivamente.

Alessandro Bravi, chefe da equipe: “Sabíamos que as nossas posições de largada provavelmente comprometeriam nossa corrida, a menos que alguma circunstância especial e fora do nosso controle acontecesse. Na verdade, não fomos capazes de recuperar muito terreno. Ainda assim, podemos tirar alguns pontos positivos da corrida de hoje, em particular em comparação com a Sprint de ontem. Fizemos um trabalho muito melhor na gestão dos nossos pneus e controlamos melhor o superquecimento em ambos os eixos, o que foi um grande problema na corrida Sprint. Fomos consistentes com os compostos de pneus médios e duros, e quando isso aconteceu, chegamos ao ritmo, não estávamos longe de rivais como Aston Martin e Williams. É claro que ainda há muito trabalho a fazer para recuperar a diferença e lutar por pontos, mas hoje foi um pequeno passo na direção certa. Em termos de estratégia, dividimos os carros para usar todos os novos conjuntos de pneus disponíveis, e considerando as nossas posições iniciais, essa foi a melhor decisão. Começamos com pneus duros para Zhou e conseguimos prolongar a sua segunda passagem nos médios para lhe dar um ritmo mais consistente. Com Valtteri, queríamos prolongar ao máximo o primeiro stint nos médios, para não comprometer os dois restantes nos duros. Acabamos por atingir os nossos objetivos esta tarde, mas a equipe tem que continuar a pensar que, se pressionarmos todos juntos, se formos agressivos e capazes de fazer mais em todas as áreas, podemos chegar aos pontos. Não é hora de desistir, mas de reagir como fizemos entre ontem e hoje. Vimos nossos concorrentes marcando pontos, principalmente a Haas, e isso não é o ideal para nossa luta pelo campeonato, mas isso mostra que, se conseguirmos encontrar mais desempenho a partir da próxima corrida em Silverstone, haverá oportunidades a serem aproveitadas nos GPs restantes”, concluiu.

Bottas: “Apesar de tudo, acho que essa corrida foi a nossa melhor sessão neste fim de semana. Não houve muita ação onde eu estava, masm termos de ritmo, me senti um pouco melhor do que na corrida Sprint, e isso nos permitiu estar um pouco mais próximos dos nossos principais concorrentes. Também conseguimos manter os pneus numa janela muito melhor, o que certamente ajudou, embora ainda sejam bastante sensíveis ao superaquecimento nestas temperaturas. Ainda precisamos encontrar esse impulso extra para Silverstone. Claro, não procuramos apenas uma solução de curto prazo, mas é bom ver que as diferenças permanecem pequenas. Acredito que a direção a seguir é clara e precisamos avançar com a introdução de novas peças, é claro, pois vimos a diferença que elas têm feito para as outras equipes. Olhando para Silverstone, num traçado de pista diferente, creio que deverá haver oportunidades para nós. O que será importante é estarmos no topo do nosso jogo para aproveitá-las ao máximo”, acrescentou.

Zhou: “Foi um final de semana complicado para nós, mesmo com uma corrida bastante tranquila para mim hoje. Devido a algumas mudanças de configuração que nos levaram a uma direção diferente, tive que largar a corrida de hoje do pit lane. Infelizmente, faltou ritmo para ganhar mais posições e parece que os nossos pneus estão superaquecendo mais rapidamente do que os dos nossos concorrentes, mesmo que tenhamos conseguido gerenciar isso melhor hoje. Conhecemos as nossas fraquezas e precisamos trabalhar arduamente como equipe, tanto na pista como em Hinwil, para melhorar o nosso ritmo de volta e de corrida. Não há tempo para descansar enquanto olhamos para o próximo fim de semana. Não é incomum experimentar desempenhos variados em pistas diferentes, por isso espero que estejamos mais perto da luta por pontos novamente em Silverstone”, encerrou o piloto chinês.