F1: RB é multada após quase colisão entre Ricciardo e Magnussen em Ímola

A equipe RB foi multada em €5.000 pelos comissários do Grande Prêmio da Emília-Romanha devido a um incidente envolvendo Daniel Ricciardo e Kevin Magnussen durante o Treino Livre 3 (TL3). O incidente ocorreu após a bandeira quadriculada, quando Magnussen, da Haas, teve que sair da pista para evitar uma colisão com Ricciardo e Yuki Tsunoda na linha de corrida.

O incidente foi precedido por um acidente de Sergio Perez, piloto da Red Bull, no final da sessão em Ímola, o que levou à bandeira vermelha. A sessão foi reiniciada com dois minutos restantes, permitindo aos pilotos uma última tentativa de volta rápida. Após a bandeira quadriculada, na saída da Curva 13 – Acque Minerali, Magnussen foi forçado a sair da pista a 225 km/h para evitar Ricciardo, que estava em velocidade reduzida, e Tsunoda.

Os comissários consideraram o incidente “potencialmente perigoso” e decidiram por uma investigação, embora normalmente incidentes de impedimento não sejam investigados durante os treinos. Eles acharam a situação “inusual” porque ocorreu após a sessão, com Ricciardo tendo o direito de estar dirigindo devagar, enquanto Magnussen estava em velocidade de corrida. Foi determinado que Ricciardo não tinha “nenhuma chance” de ver Magnussen a tempo devido à diferença de velocidade, e o mesmo se aplicava a Magnussen. Além disso, Ricciardo estava evitando Tsunoda, e o reinício de dois minutos com os pilotos tentando maximizar o tempo de pista também foi levado em consideração.

Os comissários concluíram que era vital que a equipe fornecesse “aviso suficiente”, o que “falhou em fazer até que Magnussen estivesse na cena”. Apesar de várias “circunstâncias atenuantes” terem sido encontradas, os comissários sentiram que a equipe tem “um dever de cuidado mesmo após a bandeira quadriculada”.

Devido a esses fatores, foi emitida uma multa de €5.000 para a equipe RB, reduzida “significativamente” em comparação com incidentes anteriores. Daniel Ricciardo não recebeu nenhuma penalidade. Este incidente destaca a importância da comunicação eficaz entre a equipe e os pilotos, especialmente em situações de reinício de sessão. A multa, embora reduzida, serve como um lembrete de que as equipes devem garantir a segurança dos pilotos mesmo após o término oficial das sessões.

Para a RB, isso significa revisar e possivelmente melhorar seus procedimentos de comunicação durante os treinos e qualificações para evitar futuros incidentes. A necessidade de estar sempre alerta e garantir que os pilotos recebam informações oportunas é crucial, especialmente em um esporte onde frações de segundo podem fazer a diferença.

A multa não afetará diretamente o desempenho de Ricciardo na corrida, mas coloca um foco adicional na preparação e na comunicação da equipe RB. Com o GP da Emília-Romanha sendo uma das corridas mais desafiadoras do calendário, todos os detalhes contam. Os fãs e analistas estarão atentos para ver como a RB responderá a este contratempo e se haverá mudanças visíveis em suas operações durante o restante do fim de semana. A corrida em Ímola promete ser emocionante, com várias equipes mostrando competitividade nos treinos livres.

O F1MANIA.NET acompanha ‘in loco’ todas as atividades do GP da Emília-Romanha, diretamente de Ímola, com o jornalista Rodrigo França.