F1: “Precisamos de um carro totalmente novo em 2024”, afirmou Bottas sobre a Sauber

Valtteri Bottas ostenta um currículo respeitável na Fórmula 1, com dez vitórias, dois vice-campeonatos e dois terceiros lugares no campeonato de pilotos. Mas esses tempos de glória na Mercedes parecem distantes agora, depois das duas últimas temporadas de frustração e resultados modestos na Sauber, ex-Alfa Romeo.

Desde que se mudou para a então Alfa Romeo, Bottas tem navegado por águas turbulentas. O finlandês marcou apenas 49 pontos em 2022, um contraste gritante com o padrão de alto desempenho que exibia na Mercedes. Em 2023, os números não melhoraram muito, pois foram apenas 26 pontos.

Buscando um recomeço, Bottas aponta para o início da temporada 2023: “Acho que, infelizmente, eu diria que apenas a primeira corrida foi realmente consistente. Marcamos pontos, tudo parecia bem. Mas depois, foi uma jornada difícil. Foram alguns finais de semana com pontuação, mas não o suficiente. Então, definitivamente estou esperando mais momentos de destaque no ano que vem com um carro novo.”

A Sauber tem uma montanha para escalar se quiser competir de verdade em 2024. E se depender de Bottas, o carro passará por uma drástica reformulação.

“Nesse esporte, com as margens que temos, é tudo ou nada. Não há nada fundamentalmente errado, mas a grande notícia é que teremos um carro completamente novo, com novas ideias e novos membros na equipe. É exatamente o que precisamos agora. Precisamos dar grandes. Essa é a chave”, encerrou Bottas.

O tom do finlandês é franco e determinado. Ele sabe que está numa encruzilhada na carreira e que os próximos meses definirão seu futuro na Fórmula 1. A Sauber será o palco da redenção ou do canto do cisne. Resta saber se a equipe suíça conseguirá entregar o carro de alto desempenho que o experiente piloto espera.