F1: Ricciardo elogia Bearman e fala sobre pressão para os pilotos na categoria

Daniel Ricciardo admitiu sentir pressão após a performance de Oliver Bearman em Jeddah. O jovem piloto britânico, de apenas 18 anos, substituiu Carlos Sainz na Ferrari e conquistou um impressionante sétimo lugar no GP da Arábia Saudita de Fórmula 1.

Bearman originalmente iria correr na Fórmula 2 naquele final de semana, mas a chance na F1 surgiu devido a uma crise de apendicite de Sainz, que precisou passar por uma cirurgia. Mesmo com pouquíssimo tempo de preparação, o piloto da PREMA na F1 se destacou e foi elogiado por Lewis Hamilton e George Russell após a corrida.

Ricciardo, ao lado de Oscar Piastri, comentou sobre a estreia de Bearman na coletiva de imprensa desta quinta-feira. O australiano reconheceu o talento do jovem e afirmou que sua performance serve como um lembrete da competitividade na F1.

“Existem apenas vinte pilotos no grid, mas há muito mais talento do que isso. Quando alguém como Ollie surge e agarra a oportunidade, mostra o quanto esse esporte é acirrado. A pressão para performar é constante, pois sempre há novos talentos chegando com muito potencial”, disse Ricciardo.

“Ollie foi ótimo, todo mundo reconhece isso. Não é fácil brilhar sob os holofotes, mas ele mandou bem. É como em qualquer esporte, você pode ser o melhor nos treinos, mas a pressão na corrida é diferente, e ele se saiu muito bem”, acrescentou.

Piastri também comentou o desempenho do estreante: “Entrar na Ferrari na véspera da corrida foi um grande trabalho. Brincamos com ele no desfile dos pilotos sobre a estratégia de pescoço para a corrida, e vendo alguas câmeras onboard, acho que ele ainda deve estar um pouco dolorido. Mas sério, ele fez um excelente trabalho e pode ter muito orgulho de sua performance”, finalizou o australiano.