F1: Norris e Tsunoda criticam punições por limite de pista

Lando Norris e Yuki Tsunoda, pilotos da McLaren e RB respectivamente, expressaram insatisfação com a aplicação das punições por violação de limite de pista na Fórmula 1. O tema ganhou destaque após Norris receber uma penalidade de cinco segundos no GP da Áustria por exceder o limite em três ocasiões.

A polêmica gira em torno de manobras de ultrapassagem. Norris argumenta que sua infração durante a tentativa de ultrapassar Verstappen não rendeu nenhuma vantagem, já que ele perdeu tempo ao sair da pista e ceder a posição. O piloto britânico considerou a punição ‘patética’ e defende que a FIA diferencie casos que geram ganho de tempo daqueles cometidos por erro na pilotagem.

Tsunoda compartilha da mesma opinião. Ele citou um incidente similar na Espanha, onde foi forçado a sair da pista durante uma disputa e foi penalizado. O japonês considera a penalização injusta, pois não obteve vantagem e teve que ceder a posição. Ambos os pilotos concordam que a FIA precisa rever a aplicação das regras para não inibir as ultrapassagens e tornar as corridas menos emocionantes.

A reclamação de Norris e Tsunoda não é isolada. O chefe da McLaren, Andrea Stella, também criticou essas decisões, temendo que o sistema desincentive as tentativas de ultrapassagem.