F1: “Não estou aqui só por estar”, disse Perez sobre pressão por resultados

Sergio Perez teve seu contrato renovado por mais dois anos (um ano, com opção de mais um) com a Red Bull Racing, mas precisa começar a pontuar mais alto. O piloto mexicano afirmou que não está na equipe ‘apenas por estar’, mas sim para dar o seu melhor.

Apesar do novo contrato, Perez vive um momento de baixa na Fórmula 1. Ele não conseguiu chegar ao Q3 em algumas das últimas sessões de classificação, e mesmo entrando no top 10 na Espanha, uma penalidade de grid o fez largar em 11º, tendo conseguido se recuperar apenas para a oitava colocação, cruzando a linha de chegada um minuto atrás do vencedor, Max Verstappen.

O resultado marcou a sétima vitória de Verstappen na temporada, enquanto Perez tem apenas quatro pódios este ano, nenhum deles uma vitória, e está 108 pontos atrás do companheiro de equipe no campeonato de pilotos.

Esse desempenho fraco de Perez abre brecha para os rivais da Red Bull somarem pontos importantes. Lando Norris, por exemplo, conquistou três segundos lugares nas últimas quatro corridas, enquanto a Ferrari venceu em Mônaco.

Isso coloca mais pressão na Red Bull no campeonato de construtores. O chefe de equipe, Christian Horner, declarou que a Red Bull ‘precisa’ que Perez comece a pontuar alto.

Questionado se a pressão por um novo contrato foi substituída pela pressão de pontuar, Perez afirmou: “Acho que não muda nada. Estamos na Fórmula 1 e todos sabemos que temos que performar em nosso melhor. É para isso que estamos aqui. Não estou aqui só por estar. Todos queremos fazer o nosso melhor. Somos competitivos e queremos alcançar grandes coisas.”

Apesar de admitir que o novo contrato é uma preocupação a menos, Perez acrescentou: “Agora tudo é sobre performance. É sobre cada final de semana, fazer a análise certa com a equipe, progredir junto. Acho que isso é fundamental”, disse ele.

Embora na temporada passada Perez tenha sido vice-campeão, a briga pelo segundo lugar parece ser entre Lando Norris e Charles Leclerc. A McLaren, com o segundo lugar na Espanha, está em segundo no campeonato de construtores.

Questionado sobre o desempenho da McLaren e se o carro da equipe britânica é ‘mais rápido’, Perez respondeu: “Acho que a McLaren tem sido o carro mais consistente nas últimas corridas, em diferentes tipos de pista eles têm sido os mais competitivos. Mas estamos falando de pequenas margens. Se formos capazes de maximizar nosso pacote, as coisas vão melhorar para nós. Sei que é um ano longo, então só temos que manter a cabeça baixa”, finalizou o piloto mexicano.