F1: Hamilton assina contrato de três anos com a Ferrari

A Ferrari anunciou em fevereiro que Lewis Hamilton se juntará à equipe a partir da próxima temporada com um contrato de “múltiplos anos”. Agora, o chefe da equipe, Frédéric Vasseur, revelou a duração desse acordo.

Em entrevista ao Financial Times, Vasseur explicou: “Ele teve que fazer uma escolha: ‘Onde tenho a maior chance de ganhar o campeonato mundial em 2025, 2026, 2027?’ E ele disse, ‘Ferrari’.”

Hamilton, que queria um contrato de três anos da Mercedes quando assinou seu acordo anterior no ano passado, encontrou na Ferrari a oportunidade que buscava para suas ambições futuras na Fórmula 1. O britânico, sete vezes campeão mundial, vê na equipe italiana a melhor chance de conquistar mais títulos nos próximos anos.

Vasseur, que também está de olho em atrair o ex-diretor técnico da Red Bull, Adrian Newey, acredita que a chegada de Hamilton será “a melhor maneira de atrair boas pessoas” para a equipe. “Temos boas pessoas na Ferrari, mas quero reforçar,” disse ele. A entrevista foi concedida antes da saída do diretor técnico Enrico Cardile, anunciada pela equipe.

Hamilton traz consigo uma vasta experiência e um histórico impressionante de vitórias, o que certamente elevará o nível de competitividade da Ferrari. A equipe está passando por uma reestruturação significativa, com a contratação de nomes de peso como Andy Cowell, responsável pelo sucesso dos motores Mercedes na última década, e Enrico Cardile, ex-diretor técnico de chassi da Ferrari.

Com a chegada de Hamilton, a Ferrari espera não apenas melhorar seu desempenho nas pistas, mas também atrair mais talentos para reforçar a equipe técnica e de engenharia. A presença do britânico é vista como um catalisador para a construção de uma equipe ainda mais forte e competitiva.

Enquanto isso, o mercado de pilotos continua agitado, com várias equipes em negociações e planejando suas formações para as próximas temporadas. A decisão de Hamilton de se juntar à Ferrari certamente influencia o cenário, abrindo novas possibilidades e movimentações entre os pilotos.

A expectativa é alta para ver como Hamilton se adaptará à nova equipe e se conseguirá levar a Ferrari de volta ao topo do pódio. Com sua habilidade e determinação, combinadas com os esforços de reestruturação da equipe, a parceria promete ser uma das mais emocionantes dos próximos anos na Fórmula 1.