Só Casagrande pode ser campeão na Corrida 1 da Super Final da Stock Car

A Stock Car Pro Series acelera neste fim de semana com a última e decisiva etapa de uma empolgante temporada 2023. A Super Final BRB vai ser disputada no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, com sete pilotos candidatos ao título. Mas apenas um deles, o líder do campeonato, Gabriel Casagrande, tem possibilidades de liquidar a fatura por uma corrida de antecipação no domingo (17/12).
Paranaense de 28 anos, Casagrande (A.Mattheis Vogel) chega à decisão do campeonato com 286 pontos, ou 16 de vantagem para seu concorrente mais próximo, o paulista e tricampeão Daniel Serra (Eurofarma RC), de 39 anos.

Daí em diante, os demais candidatos ao título reúnem possibilidades matemáticas de conquista: Felipe Fraga (Blau Motorsport), a 33 pontos de Casagrande; Thiago Camilo (Ipiranga Racing), 36 atrás do líder da tabela; Rafael Suzuki (Pole Motorsport), com 43 de déficit para a ponta do campeonato; Rubens Barrichello (Mobil Ale Full Time), 47 atrás de Gabriel; e Ricardo Zonta (RCM Motorsport), a 49 a liderança.

A quantidade de pilotos capazes de lutar pelo título nesta Super Final BRB representa também uma alta gama de combinações de resultados que cada um necessita para levantar o Troféu dos Campeões no domingo. Apenas Casagrande depende das próprias forças para sair de São Paulo no topo da principal categoria do automobilismo nacional.

Calculadora na mão — Cada etapa da Stock Car Pro Series distribui 56 tentos na sua pontuação máxima: 30 pela vitória na Corrida 1; 24 pelo triunfo na segunda prova e outros dois de bonificação pela pole position.

A vantagem de 16 pontos para o segundo colocado no campeonato põe Casagrande diante da seguinte situação: o piloto precisaria abrir mais nove ao término da Corrida 1. Neste cenário, a diferença aumentaria para 25 pontos, com 24 ainda em jogo, de modo que Gabriel não seria mais alcançado.

Casagrande garantirá o título se repetir, por exemplo, a performance que exibiu em Interlagos na segunda etapa do campeonato, no mês de abril, quando marcou a pole position e ficou com a vitória na Corrida 1, desde que Daniel Serra cruze a linha de chegada de terceiro para baixo a primeira corrida da Super Final BRB. Em contrapartida, foi justamente no autódromo paulistano que o paranaense enfrentou o seu momento mais difícil no campeonato, quando zerou nas duas corridas, em julho.

Gabriel ainda terá de enfrentar a ascensão de um concorrente que jamais deve ser descartado. No início da etapa de Cascavel, a penúltima do calendário, Serrinha era o quinto colocado no campeonato e tinha 230 pontos, 47 atrás de Casagrande. Entretanto, o tricampeão somou nada menos que 40 tentos no Oeste do Paraná, foi o maior pontuador da rodada, ‘pegou o elevador’ e hoje é o piloto que mais tem chances matemáticas de superar a pontuação do piloto da A.Mattheis Vogel e terminar 2023 novamente como campeão da Stock Car.