Di Mauro é o primeiro piloto a vencer duas vezes na Stock Car em 2024

Levou nove corridas para que a Stock Car tivesse um piloto a vencer duas vezes na temporada 2024. Gaetano Di Mauro triunfou neste sábado (29) na corrida sprint da quinta etapa do campeonato, o GP Toyota 100, disputada neste fim de semana no Autódromo Velocitta.

Em Mogi Guaçu, o piloto da Cavaleiro Sports terminou no primeiro lugar, repetindo o feito obtido na corrida principal da rodada de Interlagos, em abril, com Dudu Barrichello (Mobil Ale Full Time) em segundo lugar e Thiago Camilo (Ipiranga Racing) em terceiro.

A conquista deste sábado em Mogi Guaçu foi a terceira de Gaetano na Stock Car. Também foi o terceiro pódio obtido por Dudu Barrichello, que vem de vitória na sprint da prova disputada em Cascavel, no último mês de maio, e dá sequência a um campeonato muito sólido. E Camilo marcou um top-3 na categoria pela 85ª vez, figurando entre os pilotos que mais conquistaram um pódio na competição.

Felipe Massa largou na frente, mas um problema com a pistola acionada para troca de pneus durante seu pit-stop o impediu de lutar pela vitória na sequência da prova. O piloto da TMG Racing cruzou a linha de chegada em quarto lugar, e Guilherme Salas (KTF) completou o sábado na quinta colocação.

Felipe Baptista (Crown Racing) garantiu a sexta colocação, em resultado muito importante para o campeonato, seguido por Cesar Ramos (Ipiranga Racing) e Felipe Fraga (Blau Motorsport). Ricardo Maurício (Eurofarma-RC) e Bruno Baptista (RCM Motorsport) fecharam a relação dos dez primeiros da corrida.

Primeiro piloto a vencer duas vezes no ano, Gaetano creditou o resultado ao esforço do time na Cavaleiro Sports. “Fico muito feliz porque viemos de um momento muito difícil e muito complicado. Mesmo antes da nossa vitória lá em Interlagos, tivemos uma quebra de motor, mas temos conseguido fazer um grande trabalho. Muito feliz com todo o trabalho da equipe e com a dedicação de todos”.

“Fizemos uma corrida baseada na estratégia, ao mesmo tempo que temos uma outra corrida amanhã, então optamos por não gastar muitos pushes. Usei na hora que precisava e no fim até consegui poupar um pouquinho, mas meu carro era super competitivo, pude arriscar na hora em que era preciso e deu tudo certo”, comemorou Di Mauro.