Como o “fator pista” pode definir finalistas na Stock Car

A Stock Car Pro Series está prestes a conhecer os pilotos finalistas na luta pelo título da temporada 2023. A penúltima etapa do ano, que também pode ser considerada uma semifinal, será disputada no próximo domingo (26/11) em Cascavel (PR). E o retrospecto recente no Autódromo Internacional Zilmar Beux é um indício de quem deve chegar à etapa final, em Interlagos, dia 17 de dezembro, com maiores chances de disputar o troféu máximo do automobilismo brasileiro.

Foram consideradas aqui as quatro últimas etapas disputadas em Cascavel entre as temporadas 2020 e 2023, sendo três em rodada dupla e uma em rodada simples, totalizando sete corridas disputadas. Entre os cinco primeiros colocados no atual campeonato, Daniel Serra (Eurofarma RC) ocupa justamente a quinta posição na tabela de classificação, mas em contrapartida é o piloto que tem a melhor performance nas etapas recentes realizadas em Cascavel. Neste período, o tricampeão conquistou duas vitórias e um segundo lugar no traçado paranaense como melhores resultados e obteve a melhor pontuação média entre os atuais líderes: 17,71 pontos por prova.

Outro que tem colhido bons resultados recentes em Cascavel é Thiago Camilo (A.Mattheis Ipiranga Racing). O paulista de 39 anos é um dos pilotos que mais venceu na pista com a Stock Car — com três triunfos, assim como Marcos Gomes e Átila Abreu. Já no período entre 2020 e 2023, Camilo obteve duas vitórias, um quarto e um quinto lugares como melhores resultados. A pontuação média obtida por Thiago também é bastante relevante: 16,57 por prova.

Líder ‘bem na fita’ — Na ponta do campeonato e com 31 pontos de vantagem sobre o segundo colocado, Gabriel Casagrande (A.Mattheis Vogel) é outro com retrospecto favorável em Cascavel. O campeão de 2021 conquistou o troféu Vivo Man of the Race no Oeste do Paraná na etapa disputada lá em junho de 2023, por ter sido o maior pontuador daquele encontro. Das sete provas disputadas no traçado entre 2020 e a atual temporada, Casagrande terminou seis delas no top-6, com incríveis quatro terceiros lugares em sequência. Sua média é muito boa: 15,85 pontos por corrida.

Outro piloto que também costuma andar bem em Cascavel é Felipe Fraga (Blau Motorsport). O paraense criado em Tocantins voltou à Stock Car nesta temporada e fez uma boa jornada na etapa de Cascavel disputada em junho passado, com a conquista da pole position e do segundo lugar na Corrida 1. Em anos anteriores, o piloto já venceu uma vez em Cascavel, na temporada 2019, e foi segundo lugar no ano anterior. Já levando em conta o retrospecto recente, no período 2020-2023, Fraga se posiciona como o quarto melhor pontuador, com a média de 14,5 conquistados por disputa.

Barrichello em alerta — Cascavel é uma pista histórica para Rubens Barrichello (Mobil Ale Full Time). Foi lá que o ex-piloto da Ferrari e duas vezes vice-campeão mundial de Fórmula 1 conquistou sua primeira pole na Stock Car, há pouco mais de dez anos. Também na pista paranaense, Rubinho venceu duas vezes (2014 e 2016), foi terceiro em 2019 e quarto em 2017.

Entretanto, no período recente, entre 2020 e 2023, o melhor resultado obtido pelo bicampeão foi um quinto lugar, na Corrida 1 de 2021. Nessa fase, Barrichello é o piloto com a menor média de pontos entre os cinco primeiros colocados da classificação do atual campeonato: 7,14. Em quarto na tabela, o piloto precisa elevar seus números recentes na pista paranaense para seguir com chances de lutar pelo tri da Stock Car.

Retrospecto recente dos pilotos da Stock Car em Cascavel (top-5 em 2023):
Período: 2020 a 2023

Gabriel Casagrande
2020: 21º, 6º e 3º lugares
2021: 3º e 3º
2023: 3º e 5º
Pontos totais: 111
Média por corrida: 15,85

Felipe Fraga
2023: 2º (pole) e 20º lugar
Pontos totais: 29
Média por corrida: 14,5

Thiago Camilo
2020: 1º (pole), 5º e 16º lugares
2021: 1º (pole) e 28º
2023: 6º e 4º
Pontos: 116
Média por corrida: 16,57

Rubens Barrichello
2020: 7º, 14º e 21º lugares
2021: 5º e 14º
2023: 16º e 24º
Pontos: 50
Média por corrida: 7,14

Daniel Serra
2020: 2º, 10º e 1º lugares
2021: 4º e 11º
2023: 1º e 17º
Pontos: 124
Média: 17,71