Brasil e Argentina no pódio da Stock Car em Buenos Aires

Em um enredo perfeito para o público local, o Grand Prix Buenos Aires da Stock Car Pro Series viu pilotos do Brasil e Argentina conquistarem a vitória. Gabriel Casagrande e Matías Rossi foram os protagonistas deste domingo (8) que marcou a disputa da nona etapa da temporada 2023. O paranaense da A.Mattheis Vogel reforçou a condição de líder do campeonato depois de conquistar sua terceira vitória no ano (10ª na categoria) a bordo do Chevrolet Cruze #83. Casagrande assumiu a ponta ao superar o pole position Felipe Fraga (Blau Motorsport) durante a janela de pit-stop e finalizou na frente, permanecendo como o primeiro colocado na tabela de pontos depois de 18 corridas disputadas.

Já a movimentada Corrida 2 foi de muita festa para o dono da casa e para o público argentino. Anfitrião do fim de semana, Matías Rossi também alcançou sua terceira vitória neste ano e a quinta na Stock Car. O argentino da Full Time Sports comandou a prova desde a largada a triunfou com seu Toyota Corolla diante dos fãs no Autódromo Oscar y Juan Galvez. Com um segundo lugar na primeira prova e um sexto na disputa complementar, Felipe Fraga foi o “Vivo Man of the Race” da etapa, troféu dado ao maior pontuador do evento. Fraga registrou 43 tentos, seguido por Gianluca Petecof (Full Time Sports), com 38.

Eficiência no box — Felipe Fraga largou na frente e manteve a liderança nas primeiras voltas, seguido por Gianluca Petecof e Gabriel Casagrande. Em prova com muitas disputas por posição, o líder do campeonato iniciou usa campanha pela ponta da prova ao ultrapassar o jovem piloto da Full Time Sports e subir para o segundo lugar. Com um trabalho de box eficiente de sua equipe, Gabriel Casagrande superou Felipe Fraga depois do pit-stop e assumiu a liderança da prova. O paranaense partiu então para as voltas finais já na dianteira da corrida, seguido por Fraga e Gianluca Petecof. Thiago Camilo era o quarto colocado e Matías Rossi fechava o top-5, pressionado por Dudu Barrichello e Guilherme Salas.

Nas voltas finais, Matías Rossi caiu para a décima posição, sendo superado por Salas, Dudu Barrichello, Rafael Suzuki, Ricardo Maurício e Rubens Barrichello. Ao fim de 23 voltas, Casagrande cruzou a linha de chegada 0s737 à frente de Felipe Fraga, que alcançou seu quinto pódio em 2023. Por sua vez, Gianluca Petecof faturou seu terceiro top-3 no ano. Thiago Camilo foi o quarto, à frente de Guilherme Salas, Dudu Barrichello, Rafael Suzuki, Ricardo Maurício, Rubens Barrichello e Matías Rossi, que passou Rubinho e obteve o direito de largar na ponta da Corrida 2 em razão da regra do grid invertido.

“Foi um fim de semana muito bacana, desde o início tendo um carro muito rápido. Faltou pouco para a pole, mas o terceiro lugar no grid foi muito bom também. Foi uma surpresa ter vencido a primeira corrida, mas tirei proveito de erros dos meus adversários, e aí, com um bom carro e bom ritmo, conseguimos levar esse caneco de primeiro lugar. Muito feliz por ter conquistado uma vitória diante do público argentino. É muito legal correr aqui, todo mundo nos conhece, pedem foto. O autódromo também está lotado. Muito obrigado à torcida de todos. Vamos com tudo que agora só faltam três [etapas]”, comemorou Casagrande.

Anfitrião brilha em casa — O único argentino do grid da Stock Car aproveitou a posição de largada e sustentou a liderança no começo da prova em Buenos Aires. Foi um início quente e acidentado de prova, e logo o safety-car interveio depois de incidente com o pentacampeão Cacá Bueno.
A relargada foi dada na quarta volta, mas logo depois o carro de segurança voltou à pista por conta da posição perigosa em que ficou o Stock de Allam Khodair, que enfrentou problemas e teve de abandonar a disputa. A bandeira verde tremulou novamente na sétima volta, com Matías Rossi puxando o pelotão, sendo seguido por Rubens Barrichello, Rafael Suzuki, Ricardo Maurício e Gianluca Petecof, no momento da abertura da janela de pit-stops.
Rossi foi o primeiro entre os líderes a efetuar sua parada, de modo que Rubens Barrichello teve pista limpa à frente na liderança. Rubinho fez o pit-stop na volta 11 e regressou à pista logo atrás do argentino. Thiago Camilo e Gianluca Petecof vinham logo atrás.
Matías consolidou sua condição de líder depois do fechamento da janela de pit stops. Com boa vantagem para Rubens Barrichello, o segundo colocado, o argentino partiu para sua terceira vitória na temporada. Rafael Suzuki foi o terceiro, faturando assim seu segundo pódio em Buenos Aires. Thiago Camilo foi o quarto e Gianluca Petecof garantiu mais um top-5 no domingo. Felipe Fraga finalizou em sexto, seguido por Felipe Massa, Guilherme Salas, Ricardo Maurício e Ricardo Zonta. A prova foi encerrada com safety-car após incidente envolvendo Bruno Baptista e Cesar Ramos.

Rossi festejou por ter vivido um grande momento na sua laureada trajetória nas pistas. “Estou muito feliz pela vitória. A Full Time me deu um carro ótimo e pude vencer em meu país. É um dia incrível para a minha carreira. Agradeço muito à Toyota Gazoo Racing do Brasil e a todos por permitirem um dia como esse aqui”.

Maior pontuador da etapa, Fraga alcançou o principal objetivo no fim de semana, mas lamentou ter visto a vitória escapar em Buenos Aires. “Faltou pouco. O Gabriel está numa fase incrível, então parabéns para ele e para a equipe. Tentei [a vitória] até o final. Nosso pit-stop não foi muito bom e minha volta indo para os boxes também não foi muito boa. Mas acertamos e erramos juntos. De qualquer forma, muito feliz por sair daqui como o maior pontuador da etapa. Foi melhor do que esperado. Agora é focar nas próximas, e tem muita coisa por vir ainda nesse fim de temporada”.

Casagrande segue líder — Com os resultados deste domingo, Gabriel Casagrande permanece na liderança do campeonato, agora com 248 pontos, 21 à frente de Rubens Barrichello, o segundo colocado. Thiago Camilo subiu de quinto para terceiro e tem agora 216, contra 207 de Rafael Suzuki, que ascendeu uma posição e aparece em quarto. Ricardo Zonta fecha o top-5, com 205 pontos.

Felipe Fraga é o sexto da tabela de pontos, com 202, um a mais que Gianluca Petecof. Quem teve grande prejuízo na jornada de Buenos Aires foi Daniel Serra, que caiu da quarta para a oitava posição e soma agora 192 pontos. Guilherme Salas é o nono na tabela, com 184, enquanto Cesar Ramos completa a relação dos dez primeiros, com 168.

A Stock Car volta a acelerar em três semanas, em 29 de outubro, para a disputa da décima e antepenúltima etapa da temporada 2023, no Autódromo Velocitta, em Mogi Guaçu, no interior de São Paulo.