Após fim de semana difícil no Velocitta, Suzuki visa remontada em Goiânia pela Stock Car

Rafael Suzuki teve um fim de semana para esquecer na etapa do Velocitta da Stock Car. O paulista do Chevrolet Cruze #8 teve uma etapa marcada por diversos problemas mecânicos.

Dessa forma, Suzuki viu a chance de manutenção da liderança ser tirada de suas mãos por problemas com o carro.

“Fim de semana para esquecer aqui no Velocitta, esquecer em partes na verdade, pois foi uma etapa de muito aprendizado para nós. Foram muitos problemas, praticamente não corremos em duas prova e na outra, vários problemas. Falhamos como time, em poder competir de igual para igual e de se manter no jogo ao longo da etapa. Vamos trabalhar forte e viver um pouco deste prejuízo que tivemos para que a gente possa voltar mais forte e mais unidos nas sete etapas que restam no campeonato”, comentou Rafael Suzuki.

Suzuki chegou ao interior paulista na liderança do campeonato e teria na rodada tripla uma condição importante de sustentar a liderança e se firmar cada vez mais como postulante ao título.

Porém, a situação foi diferente na pista. Na sexta-feira, uma pane elétrica fez com que o #8 parasse no meio da pista, durante disputa nas primeiras posições. O piloto largou da quinta posição e vinha em condições de aumentar a margem na frente da tabela de pontos.

No sábado, novo contratempo na jornada do paulista. Ao trazer seu veículo para o serviço de box, o competidor acabou se chocando com Teixeira, que freou abruptamente em sua frente e pouco pôde fazer para desviar do acidente. O toque comprometeu a corrida sprint de Suzuki e sua briga por pontos no sábado. Seu concorrente foi desqualificado da prova após julgamento dos comissários desportivos da CBA.

No domingo, nova chance para voltar aos pontos e se reaproximar da liderança da competição e novamente minada por um problema mecânico. Ao manobrar o carro para a formação de grid a equipe percebeu um problema de direção que já persistia há um tempo no #8 e foi obrigada a trocar todo o conjunto da máquina instantes antes da largada, fazendo com que a prova de Rafael Suzuki começasse duas voltas atrás de seus concorrentes.

Após a etapa do Velocitta, o piloto volta seu foco para a segunda passagem da categoria por Goiânia, pista onde Suzuki venceu a primeira corrida Sprint da história da Stock Car e também a primeira prova disputada na temporada de 2024.