WEC: Mustang GT3 da Multimatic conquista primeiro pódio em Le Mans

Larry Holt, da Multimatic, expressou sua grande satisfação com o primeiro pódio do Ford Mustang GT3 nas 24 Horas de Le Mans, destacando a “total confiabilidade” dos três carros da Proton Competition inscritos na classe LMGT3.

Dennis Olsen, Giorgio Roda e Mikkel O. Pedersen conduziram o Mustang GT3 No. 88 ao terceiro lugar na classe na clássica prova de resistência francesa, marcando o melhor resultado até agora para o carro construído pela Multimatic em seu primeiro ano de competição.

Os três pilotos compartilharam o pódio com Bill Ford, presidente executivo da Ford Motor Company.

“Estou nas nuvens com este resultado,” disse Holt, Vice-Presidente Executivo do Grupo de Operações de Veículos Especiais da Multimatic. “Le Mans é o maior desafio de corridas de carros esportivos do mundo. Já tive ótimos resultados aqui e também alguns anos ruins, e tenho que dizer que este está entre os grandes.”

Holt destacou a confiabilidade do carro e o trabalho realizado pela equipe ao longo dos últimos 18 meses. “Não foi uma vitória, mas um pódio em terceiro lugar, seguido de um quarto lugar e total confiabilidade nos dá muito do que nos orgulhar. Temos trabalhado no desenvolvimento deste carro nos últimos 18 meses e desde Daytona. Tivemos altos e baixos, mas quando competimos em Le Mans no último domingo, eu sabia que seria bom.”

O Mustang GT3 No. 88 começou a corrida na 17ª posição da classe, mas subiu 13 posições na primeira hora com Dennis Olsen ao volante.

“Uma vez que começamos a corrida, dirigindo pelo pelotão, percebi o pacote que tínhamos,” disse Olsen. “Isso me deu motivação para ir além e correr riscos, mesmo nas condições variadas que enfrentamos na corrida – como andar a toda velocidade na chuva. Queria que este resultado acontecesse. Foi um último stint muito bom, e estou muito feliz por estar no pódio com Bill Ford. Foi um momento de orgulho para mim.”

Este resultado veio após um início desafiador na campanha do WEC para os dois Mustang GT3 da Proton, que tiveram como melhor resultado combinado um oitavo lugar antes de Le Mans.

“Nós todos crescemos juntos,” acrescentou Olsen. “Todos tivemos que nos conhecer no início do ano, mas aproveitamos o tempo que tivemos de maneira eficiente. Agora, aqui estamos no pódio em Le Mans. É Ford Performance, Multimatic Motorsports e Proton Competition compartilhando isso como um grupo. Estou muito orgulhoso de todos.”

Além do carro No. 88, a terceira entrada da Proton em Le Mans, pilotada por Christopher Mies, John Hartshorne e Ben Tuck, terminou em quarto na classe, enquanto o Mustang GT3 No. 77 de Ben Barker, Ryan Hardwick e Zach Robichon foi classificado em 46º no geral.

O fabricante americano retornou a Le Mans pela primeira vez desde 2019, após o encerramento do programa de fábrica do Ford GT, que garantiu uma histórica vitória na classe GTE-Pro em 2016.

“O desempenho de hoje no pódio mostra que o Mustang pode competir no cenário global contra os melhores carros esportivos do mundo,” disse Mark Rushbrook, diretor global de automobilismo da Ford Performance. “É uma sensação fantástica poder fazer isso na primeira aparição do Mustang em Le Mans. É um grande testemunho para nossa empresa, nossos funcionários e todos os nossos fãs que estão celebrando o 60º aniversário do Mustang este ano, e todos os grandes parceiros que temos com a Proton Competition, M-Sport e Multimatic Motorsports. Estamos correndo e vencendo em todo o mundo, mas ter um pódio aqui em Le Mans é um momento muito especial.”

Este pódio marca um importante marco para o Ford Mustang GT3 e destaca a capacidade e confiabilidade do carro em uma das corridas mais desafiadoras do mundo, consolidando a posição da Ford no cenário global do automobilismo.