Nasr e Farfus no top-3 em domingo de testes para 24 Horas de Le Mans

Os 62 carros que vão disputar as 24 Horas de Le Mans, quarta etapa da temporada 2024 do Campeonato Mundial de Endurance (FIA WEC), abriram neste domingo (09/06) o intenso cronograma de atividades de pista no clássico Circuit de La Sarthe, com 13.626 metros de extensão. O chamado Test Day consistiu em duas sessões de treinos, com três horas de duração cada, nos quais muitos pilotos tiveram a primeira oportunidade de guiar na pista francesa que recebe a mais célebre corrida de resistência do automobilismo mundial. Para as equipes, foi um momento muito importante para a busca do melhor acerto e avaliação do desempenho dos carros em vários cenários, tanto em configuração de classificação como em corrida.

O Brasil será representado na 92ª edição das 24 Horas de Le Mans por seis pilotos: na classe Hypercar, o país terá Felipe Nasr (Porsche 963 #4 da Porsche Penske Motorsport), “Pipo” Derani e Felipe Drugovich (a bordo do Cadillac V-Series.R #311 da Whelen Cadillac Racing). Na LMGT3, Augusto Farfus corre com o BMW M4 LMGT3 #31 do Team WRT, enquanto Nicolas Costa compete com a McLaren 720S LMGT3 Evo #59 da United Autosports. Duas vezes vencedor em Le Mans na antiga classe LMGTE-Pro, Daniel Serra representa a GR Racing e acelera com a Ferrari 296 LMGT3.

Neste domingo de testes, dois brasileiros estiveram entre os ponteiros das atividades de pista. Felipe Nasr foi o segundo mais rápido do dia entre os Hypercars, tendo feito sua melhor volta em 3min27s142, a 0s235 do líder do dia e companheiro de equipe André Lotterer, que conduziu o Porsche 963 #6. Augusto Farfus foi o terceiro melhor colocado na LMGT3, repetindo a colocação da BMW M4 LMGT3 #31 pela manhã, ficando a apenas 0s037 do líder, o Corvette Z06 LMGT3.R #82 da TF Sport, em volta completada por Sébastien Baud. E a McLaren #59 de Nicolas Costa garantiu o top-5 nas duas sessões do dia.

Uma das peculiaridades do Test Day é que, de acordo com o regulamento, os pilotos estreantes — como a lenda Valentino Rossi e os brasileiros Nicolas Costa e Felipe Drugovich — ou que não tenham feito as 24 Horas de Le Mans nos últimos cinco anos são obrigados a completar pelo menos dez voltas no domingo, sendo cinco delas cronometradas.

Especificamente para o Test Day, várias equipes, sobretudo na classe Hypercar, fizeram uso dos seus pilotos reservas, como o caso do norte-americano Dane Cameron, que guiou os três Porsche 963 da Porsche Penske Motorsport; e do japonês Ritomo Miyata, que pilotou os Toyota GR010 Hybrid de #7 e #8 da Toyota Gazoo Racing.

O espírito de Le Mans está prestes a voltar ao Brasil. Próxima etapa da temporada 2024 do FIA WEC, logo depois de Le Mans, a Rolex 6 Horas de São Paulo será realizada entre 12 e 14 de julho, e os ingressos já estão à venda.

Como foram os treinos — Pela manhã, Kamui Kobayashi foi o mais rápido ao virar 3min28s467 com o Toyota GR010 Hybrid #7, que traz na tripulação novamente o argentino José María ‘Pechito’ López, substituto em Le Mans do lesionado Mike Conway. Em seguida, finalizaram o Porsche 963 #6 da Porsche Penske Motorsport e a BMW M Hybrid V8 #20 da BMW M Team WRT.

Classe que só corre em Le Mans nas etapas do FIA WEC em 2024, a LMP2 teve como mais rápido o carro da IDEC Sport, pilotado por Pierre Lafargue, Job Van Uitert e Reshad de Gérus, com o tempo de 3min37s044. Na nova classe LMGT3, o tempo mais rápido da manhã (4min00s106) foi estabelecido pelo Lexus RC F LMGT3 da Akkodis ASP Team #78, pilotado por Armand Robin e Timur Boguslavsky. Nicolas Costa fez a volta que colocou a McLaren 720S LMGT3 #59 na quarta posição.

Os melhores tempos do domingo foram registrados no período da tarde. Na classe principal do grid, André Lotterer cravou 3min26s907 para comandar a tabela de tempos com o carro que lidera a temporada 2024 do FIA WEC. Felipe Nasr terminou na segunda colocação, reiterando a força da Porsche, que colocou o 963 #5 na quarta posição, enquanto a Toyota terminou em terceiro com Brendon Hartley tendo registrado 3min27s615 ao volante do GR010 Hybrid #8. O Cadillac V-Series.R #311 de Felipe Drugovich e “Pipo” Derani terminou em 14º lugar.

A LMP2 foi liderada pela United Autosports, que posicionou o protótipo #22 na frente com volta estabelecida por Oliver Jarvis: 3min34s704.  E três carros foram separados por apenas 37 milésimos de segundo na LMGT3. Sébastien Baud liderou com o Corvette Z06 LMGT3.R #82 da TF Sport, enquanto Alex Riberas (Aston Martin Vantage AMR LMGT3 #27 da Heart of Racing) e Augusto Farfus marcaram o mesmo tempo: 3min59s920. A McLaren #59 da United Autosports voltou a se colocar entre os cinco primeiros, novamente com Nicolas Costa, fechando o top-5 do dia na categoria. A Ferrari 296 LMGT3 da GR Racing, guiada por Daniel Serra, foi a décima melhor posicionada.

Programação e transmissão — As atividades de pista no Circuit de La Sarthe serão retomadas na quarta-feira, quando estão previstos dois treinos livres (um no período da tarde e outro à noite) e, entre eles, acontece a primeira parte da sessão classificatória, que vai definir os oito carros de cada categoria que vão avançar para a Hyperpole, na quinta-feira.

A definição dos poles da 92ª edição das 24 Horas de Le Mans começa a partir de 15h (horário de Brasília). O dia também reserva mais dois treinos livres. A largada da mais famosa corrida de Endurance do automobilismo mundial está marcada para 11h do próximo sábado, 15 de junho.

O BandSports transmitirá a prova pela TV por assinatura e integralmente por meio do canal no YouTube Esporte na Band, site da Band e no aplicativo Bandplay. Por meio do seu canal no YouTube, o site Grande Prêmio também transmitirá a prova ao vivo e na íntegra, bem como as sessões que vão definir o grid de largada em Le Mans.