Interlagos leva nome de piloto que brigou por vitória em Le Mans e recebe WEC para 6H de SP

Interlagos está nas últimas preparações para receber de volta o Mundial de Endurance. Neste final de semana, entre os dias 12 a 14 de julho, a principal categoria de corridas de longa duração chega ao Brasil para a quinta etapa da temporada 2024.

Essa não vai ser a primeira vez que o país vai servir de palco para uma prova do WEC. Entre 2012 e 2014, o campeonato já passou pelas curvas do Autódromo José Carlos Pace, mas desde então viveu esse hiato e após dez anos, a distância enfim irá terminar.

E além de o Mundial de Endurance voltar às terras tupiniquins após uma década, um fato curioso: José Carlos Pace, ex-piloto brasileiro que dá nome ao autódromo de São Paulo, já chegou a correr em Le Mans e brigou por vitória na principal prova do calendário do WEC.

O competidor nascido em Mairiporã, interior de São Paulo, ficou mais conhecido por sua passagem pela F1. Correndo na categoria entre os anos de 1972 e 1977, seis pódios, sendo uma vitória no Brasil, como melhores resultados, além de uma pole-position. Morreu em 77 em um voo particular.

Mas acontece que o certame não foi o único que teve sua passagem, já que em 1973 chegou a disputar as 24 Horas de Le Mans. Na época, correu com um Ferrari 312PB pela equipe SEFAC SpA e tinha Arturo Merzario como companheiro de carro. Largando da segunda colocação, a dupla completou 349 voltas e terminaram no segundo posto.

Agora, tantos anos mais tarde, o Mundial de Endurance, categoria das 24 Horas de Le Mans, disputa as 6 Horas de São Paulo no autódromo que leva o nome em homenagem ao piloto que já terminou no pódio de uma edição de Le Mans.