Thiago Vivacqua termina os 500 km da Porsche Cup no top10 em Interlagos

Neste sábado Thiago Vivacqua terminou a sua primeira temporada completa na Porsche Cup Endurance Challenge, na corrida de 500 quilômetros, em Interlagos. O piloto terminou a última etapa do ano com o 10º lugar em uma prova marcada pelo calor na capital paulista.

Partindo do 14º lugar do grid, Thiago Vivacqua teve um bom início de prova e ocupava o 11º posto com boas ultrapassagens nas cinco primeiras voltas. O piloto enfrentava problemas com o alarme de temperatura do carro, mas com muita técnica manteve a posição e seguiu até o pit stop, na volta 25.

Na sequência Rodrigo Mello assumiu o comando do carro #29 e ocupava novamente o 11º lugar após boa ultrapassagem no “S” do Senna. O piloto seguia com um bom ritmo de prova e ocupava o décimo lugar na 36ª volta.

Thiago Vivacqua retornou ao cockpit na volta 42 e seguia no 11º posto, o calor de mais de 50°C do asfalto afetava o desempenho da máquina, mas o jovem piloto seguia com um bom ritmo de prova. O safety car foi acionado oito voltas mais tarde após acidente de um concorrente.

Dez giros depois aconteceu a relargada, Thiago escapou dos incidentes da prova e já era o nono colocado, escalando cinco posições na corrida. Ao final da volta 57 o primeiro segmento foi encerrado.

A corrida seguia sem grandes intercorrências, Rodrigo Mello havia retornado para a pista e entregou o carro #29 no 10º lugar. Thiago Vivacqua mantinha um bom ritmo de prova, o sol já ia se pondo em Interlagos e na abertura da volta 85 o jovem piloto era o nono.

Na volta 96 novamente houve a parada nos boxes e Rodrigo Mello foi encarregado de levar o carro até a bandeira quadriculada, terminando na décima colocação.

Com o resultado a dupla encerra a temporada 2023 da Porsche Cup Endurance Challenge no top 10 da classificação.

O que ele disse:

“O campeonato é uma construção, viemos nos conhecendo e evoluindo ao longo da temporada. A corrida hoje foi difícil pela distância e temperatura que castigou os carros. Durante a prova tive que administrar um problema de temperatura e os freios que se desgastaram muito ao longo da jornada. De qualquer forma fiquei feliz em terminar a prova entre os 10 melhores, queria ter ido mais além, mas foi o que podíamos fazer hoje. Quero agradecer ao Rodrigo Mello pela temporada, a INP Módulos, Colortel, GastroService e Dumato pelo apoio e por acreditarem neste projeto. Ano que vem tem mais.”

Thiago Vivacqua