Paludo vence acidentada corrida 2 da Carrera Cup da Porsche Cup no Estoril

Miguel Paludo venceu a corrida 2 da Carrera Cup da Porsche Cup em Portugal. Na prova feita na seca manhã deste domingo (30), o competidor assumiu a primeira posição na largada e, assim, venceu pela vez 42 na carreira, sendo o recordista absoluto na categoria monomarca.

Assim como no sábado, a instabilidade climática ainda se fazia presente no Estoril. Entretanto, diferente da corrida 1, a previsão para que a largada deste dia aconteça da forma tradicional e não com o grid invertido.

Após a inversão do resultado da prova do dia anterior, quem alinhou na pole-position da Carrera Cup era Lineu Pires, dividindo a primeira fila com Miguel Paludo. Enquanto isso, Marçal Müller, líder do campeonato, largou em terceiro.

Na entrevista antes do início da disputa portuguesa, Marçal explicou como a situação seria bastante diferente. Enquanto no sábado a pista estava entre seca e molhada, a chuva de ontem tirou o emborrachamento do asfalto, deixando a pista ‘verde’.

Largada autorizada e não demorou muito para que Paludo assumisse a primeira colocação para começar a busca pela sua primeira vitória da temporada 2024. Quem deu outro salto foi Peter Ferter, se colocando em segundo, com Raijan Mascarello, Franco Giaffon e Pires completando as cinco primeiras colocações.

Então, na abertura do segundo giro, um forte acidente envolvendo Israel Salmen. O piloto perdeu o carro no final da reta e acertou com violência o muro de proteção, destruindo a dianteira de seu Porsche, mas nada sofreu o piloto. Nesse momento, o safety-car foi à pista.

Relargada autorizada com pouco mais de 15 minutos para a bandeira quadriculada no Estoril. Paludo se manteve na primeira colocação com Ferter na sequência. Giaffone, Thiago Vivacqua e Müller completando as cinco primeiras colocações.

Mais atrás, o vencedor do sábado, Christian Hahn vinha subindo o pelotão. O piloto deixou Mascarello para trás e tomou o sexto posto para si. Mais uma vez carro de segurança na pista.

Outra relargada e outra vez que Miguel conseguiu se manter na primeira posição e, mais atrás, Vivacqua passou Ferter para tomar a segunda posição. Mas a bandeira verde não se manteria por muito tempo, já que nova intervenção do safety-car por conta de um incidente com Alceu Feldmann, que rodou e ficou parado na pista, e José Maria Marreros.

Corrida recomeçada no Estoril e a estratégia de reinício de Paludo deu certo, já que o competidor se manteve na primeira colocação. Mais atrás, Mascarello e Lucas Salles acabaram se tocando, mas seguindo na prova, enquanto Bruno Campos também rodou e ficou na caixa de brita.

Quem vinha tentando escalar o pelotão era Hahn. O competidor começou a dar o bote em cima de Müller e acabou escapando do traçado. Mas depois, conseguiu consumar a passada e tomou a quarta posição, conseguindo se manter no posto mesmo após o contraataque de Marçal.

Última volta e Paludo se mantinha na primeira colocação, com Vicacqua, Ferter, Hahn e Müller completando o top-5. No último giro, mais um safety-car e, com isso, o triunfo ficou nas mãos de Miguel, o 42º triunfo de sua carreira, são dez temporadas consecutivas vencendo.