Mascarello converte pole em vitória na abertura da etapa da Porsche Cup no Velocitta

Raijan Mascarello foi o nome da abertura da segunda etapa da Porsche Cup C6 Bank no Velocitta. O competidor do carro #22 cravou sua primeira pole na Carrera Cup e liderou todas as 17 voltas da corrida, suportando forte assédio do líder do campeonato, Marçal Muller.

Já na classe Challenge, Antonella Bassani, catapultada por uma memorável largada, avançou de quinto lugar no grid para a liderança e comandou o pelotão até a bandeirada. Como na Carrera Cup, na Challenge o líder do campeonato, no caso, Miguel Mariotti, recebeu a bandeirada em segundo lugar.

Os dois vencedores de sábado sortearam o número 8 após as cerimônias de pódio, determinando as respectivas inversões de grid tanto na Carrera quanto na Challenge. Assim Peter Ferter larga na frente na prova de 12h30 e Eric Santos sai em primeiro na bateria dos carros da geração 991.2.

Antes das provas da Carrera e da Challenge acontece a segunda etapa da Trophy. A classe de entrada tem sua corrida 20 minutos mais uma volta de duração marcada para 9:15 deste domingo.

As baterias da Carrera e da Challenge têm transmissão ao vivo da Band e canais Sportv. As corridas 2 são exibidas também pelos canais digitais da Porsche Cup C6 Bank e canal Acelerados no Youtube.

As Corridas

Carrera

O pole Raijan Mascarello sustentou sua posição posicionando bem o carro no meio da pista. Marçal Muller atacou por dentro, fechando Pedro Aguiar que vinha pela mesma linha. Paludo avançou de sexto para terceiro, na manobra mais eficiente da largada.

O safety-car foi acionado após contato entre quatro competidores na primeira curva. O top5 indicava: Mascarello, Muller, Paludo, Hahn e Aguiar. O líder geral liderava também na Sport, com Leo Sanchez, em 18º, liderando na Rookie.

A relargada veio na abertura da volta 3. Muller atacou Mascarello, que fechou a porta. O líder do campeonato ficou à mercê de Paludo, mas sustentou o segundo lugar no acesso à Caipirinha.

Com 10 minutos de prova transcorridos, os carros vinham pela sexta volta. Raijan era bastante pressionado por Muller. Paludo e Hahn vinham na sequência, com cerca de 1s de intervalo entre eles. Em quinto, Aguiar era pressionado por Feldmann pelo último lugar do pódio. Na Rookie a liderança seguia com Sanchez, em 18º.

Na volta 8 Israel Salmen mergulhou por dentro de Sanchez na tomada da curva 1 e assumiu a liderança na classe, em manobra segura.

Depois de 12 voltas percorridas e com menos de 6 minutos para a abertura da volta final, pela primeira vez na corrida, Mascarello livrou mais de 1s de margem sobre Muller. Paludo e Hahn vinham tranquilos na sequência, enquanto Aguiar seguia extremamente pressionado por Feldmann. Em 15º, Salmen segurava a liderança na Rookie.

Marçal colou de novo em Raijan na volta 15, com pouco mais de 2 minutos restando na contagem regressiva para o início da volta final.

Eles abriram a última volta separados por 0.380s, e Paludo alcançou a disputa. Mas não houve mudança de posições, e o piloto da classe Sport venceu pela primeira vez no geral. Hahn e Aguiar completaram o pódio. Em 14º, Salmen confirmou a vitória na Rookie.

Após a cerimônia de pódio, Mascarello sorteou o número 8, determinando a respectiva inversão de grid para a corrida de domingo. Assim, Peter Ferter larga na frente.

Challenge

O pole Leonardo Herrmann usou toda pista para tomada da curva 1 e faltou espaço para Caio Castro, que atacava por fora. Antonella Bassani se deu bem, mergulhando por dentro após larga de quinto lugar, para ser líder com habilidade.

Ao término da primeira volta, o top5 exibia Antonella, Miguel Mariotti, Marco Tulio (liderando na Sport), Matheus Roque e Herrmann. Em décimo, Caio Chaves liderava na Rookie.

Na quinta volta, após disputa intensa no Saca-Rolha envolvendo Herrmann e Cristian Mohr, Gerson Campos, que havia passado Roque, saltou para quarto.

O safety-car então foi acionado, para resgate do carro #3. Antonella liderava, seguida por Mariotti, Tulio, Gerson e Roque. Em 11º, Chaves sustentava a dianteira na Rookie.

A relargada veio na abertura da volta 6, com a campeã fazendo valer a vantagem de largar na frente.

Mas logo o carro de segurança retornou, para resgate do carro #1, acidentado em disputa com o #99.

A relargada veio na abertura da volta 10 e novamente Antonella manteve a dianteira, seguida por Mariotti, Tulio, Campos e Roque. Então foi anunciada punição de acréscimo de 10s a Herrmann pelo incidente com Caio Castro na largada.

Nos minutos finais, Caio Castro seguia em sua escalada de pelotão, passando Sadak Leite para ser sexto. Gerson Campos então atacou Tulio e avançou para terceiro. Tulio colocou rodas na grama e mostrou formidável controle de carro para segurar seu Porsche na tomada da reta Oposta.

Na abertura da volta 14, Sebá Malucelli mergulhou por dentro de Sadak Leite e acabou atingindo Roque, que fazia o contorno da curva 1. O safety-car novamente foi acionado, permanecendo até uma volta para a bandeirada.

O último giro teve Gerson Campos pressionando Mariotti duas vezes, mas o #21 foi sagaz na defesa do segundo lugar.

Antonella venceu novamente, reduzindo a vantagem de Mariotti na liderança do campeonato de seis para três pontos. Este terminou em segundo, com Gerson Campos, Marco Tulio e Caio Castro completando o pódio. Em quarto no geral, Tulio venceu na Sport. Já Caio Chaves, em sétimo no geral, manteve 100% de vitórias na classe Rookie.

Após a cerimônia de pódio, Antonella sorteou o número 8, determinando a respectiva inversão de grid para a corrida que encerra a programação de domingo.

O que eles disseram:

“Foi demais. Fiquei tao emocionado que passei reto a entrada do box depois da bandeirada. Na última volta, não aguentava dentro do carro. Foi a corrida toda com o Marçal, líder do campeonato me pressionando. Ele anda demais e é campeão. Foi muito bom terminar assim. Sempre queremos ganhar na Sport, mas ganhar no geral é bom demais.”

Raijan Mascarello

“Foi uma corrida difícil, consegui vencer graças a largada que foi excepcional. Soube sustentar os meninos, mas não imaginava tantas vezes que o safety-car seria acionado, por isso tive que cuidar tanto dos pneus e das relargadas . O carro estava ótimo, agradeço às meninas pelo trabalho que rendeu minha primeira vitória aqui no Velocitta. Amanhã vamos em busca da terceira vitória no ano.”

Antonella Bassani

“Foi um sábado positivo. Falhamos um pouquinho no quali e nos custou a pole-position. Mas estou muito feliz com o desempenho. Consegui superar os principais concorrentes nesta corrida e isso é muito positivo para o campeonato. Então agora é focar na corrida do grid invertido e tentar somar bons pontos amanhã”

Marçal Muller

“Foi uma corrida dura, não larguei bem e perdi a liderança para a Antonella. Ela estava em um ritmo forte, então pensei em segurar o segundo lugar e somar mais pontos no campeonato.”

Miguel Mariotti

Acho que não dá para reclamar. Fiz meu melhor. A largada foi confusa e tomei toques de todos os lados. Achei que não daria para continuar mas foi possível seguir até o fim. Estou focado e subindo um degrauzinho a cada vez que piloto esse carro. Quem sabe ainda começo a brigar por pódios na demais categorias nas próximas etapas

Israel Salmen

“Foi muito bom, larguei de décimo e logo no começo já estava em terceiro e consegui manter ali na frente até o final. Foi difícil segurar o Gerson e o Caio, mas no fim deu tudo certo. Quero agradecer a todos que estiveram comigo aqui hoje e agora vamos focar e pensar em amanhã.”

Marco Tulio

“Agradeço a minha equipe inteira por hoje. Foi uma corrida difícil, com muitas intervenções do safety e relargadas. Foi uma prova que precisou de muita paciência e entender que a calma era importante. As oportunidades apareceram e eu achei o caminho.

Não imaginava esse começo de temporada, não estou acreditando que os resultados estão sendo tão bons neste começo de ano.”

Caio Chaves