Quartararo critica Yamaha: “estamos mais longe do que no ano passado”

O francês Fabio Quartararo, 11º no GP do Catar, não viu a melhora que gostaria na Yamaha na primeira corrida da temporada 2024. Na verdade, ele acha que o time esteja ainda mais atrás do que já estava no último ano.

“É o que é. Estamos mais longe do que no ano passado”, disse Quartararo.

“Melhoramos um pouco, mas os rivais continuam melhores e mais rápidos que no ano passado. A diferença entre todos os fabricantes europeus e nós é ainda maior, até parecia que faltava alguma coisa à Honda e que estão sofrendo muito. Nas na corrida parecia que estávamos ainda pior.”

“A moto não tem um problema, está cheia de pequenos problemas. Vamos dizer que é complicado porque não podemos dizer ‘temos que melhorar a aerodinâmica’. Temos também que melhorar como a moto vira, melhorar a entrega de potência que temos, melhorar a degradação dos pneus, melhorar a eletrônica. Tudo.”

“Temos uma lista enorme de coisas para melhorar, só que são quinze pequenas coisas que constituem um problema tão grande que não conseguimos resolver. É por isso que temos que encontrar soluções aos poucos, mas infelizmente não conseguimos fazer nenhum progresso desde o início dos testes. Mudamos muito a forma de trabalhar, até com a eletrônica, mas não avançamos muito”, afirma.