MotoGP: Repsol Honda confirma Marini; Di Giannantonio ocupa seu lugar na VR46

Os últimos movimentos do mercado de pilotos da MotoGP para o ano de 2024 ocorreram nesta segunda-feira após o último GP da temporada 2023, em Valência. Primeiramente, depois de ter sua saída anunciada da VR46 durante o fim de semana, Luca Marini teve a chegada à Repsol Honda confirmada oficialmente.

O italiano terá como companheiro de equipe o espanhol Joan Mir, que fez em 2023 sua primeira temporada no time ao lado de Marc Márquez – que quebrou seu contrato com a montadora japonesa e foi para a equipe Gresini Ducati.

Marini, anunciado para 2024 pela VR46 Ducati no GP de San Marino, também foi obrigado a desfazer o contrato para ir para a Honda.

Seu lugar será ocupado por Fabio di Giannantonio, que estava desempregado até o penúltimo GP do ano, no Catar, quando conquistou uma surpreendente vitória frente ao futuro campeão de 2023 Francesco Bagnaia.

Com isso, a VR46 – que parecia uma porta fechada para o italiano – voltou a ser uma opção.

“Estou feliz por me juntar a uma equipe tão forte como a Mooney VR46 Racing Team, posso aprender muito e mal posso esperar para começar a trabalhar neste projeto, podemos fazer coisas realmente boas”, disse di Giannantonio.

“Nas últimas duas temporadas na MotoGP cresci muito e nesta equipe certamente poderei amadurecer ainda mais e alcançar grandes resultados trabalhando na pista. Obrigado a todos que tornaram isso possível.”

Tanto Marini quanto Di Giannantonio já atuam por suas equipes no teste pós-GP nesta terça-feira em Valência.