MotoGP: Por quedas, Mir diz não saber quanto tempo seu corpo aguentará na Honda

A Honda se encontra em um momento pior do que o visto no ano passado, com todos os pilotos sofrendo com problemas nas motos. Isso tem levado a quedas e contusões, o que vem preocupando Joan Mir, que se diz insatisfeito com o time.

Mir foi questionado sobre quanto tempo está disposto a esperar que a Honda resolva as dificuldades que enfrenta.

“Não tenho ideia”, disse ele ao Motorsport.

“Digo isso e sou completamente honesto. Não tenho ideia de quanto tempo meu corpo aguenta isso. Achei que não iria chegar tão longe e aqui estou. Estou tentando fazer o meu trabalho da melhor maneira possível, tentando estar na frente de todos, tentando fazer boas corridas, mas não se pode esperar milagres”.

“A realidade é que quem sai da Honda nos últimos anos está pior do que quando entrou. Essa é a realidade. Não há exceção, ninguém sai da Honda melhor do que entrou. Você tem que lidar com essa situação da melhor maneira possível. Essa é a questão.”

O contrato de Mir com a Honda expira no final deste ano. A Trackhouse Aprilia – dirigida por seu antigo chefe na Suzuki, Davide Brivio – é uma opção para 2025. Segundo a Motosprint, “contatos entre as partes foram iniciados”.

Sobre as opções para o ano que vem, Mir disse: “estou convencido de que teremos opções, não as que eu gostaria, provavelmente não, mas teremos opções”.

“Ainda estamos dando gás e estou convencido de que com uma moto competitiva estaremos na frente em pouco tempo.”