MotoGP: Penalizado, Marc Márquez explica corrida estranha na Holanda

Marc Márquez recebeu uma punição de 16 segundos após o GP da Holanda do último domingo por ter andado menos de 60% da corrida abaixo da pressão regulamentar de pneus dianteiros em 1.8 bar. Depois da prova, que chegou em 4º na pista mas foi rebaixado para 10º, ele explicou como fez uma corrida difícil.

“Deixei Diggia passar para controlar a pressão, que estava muito baixa”, admitiu Marquez.

“Eu tinha tudo sob controle até fazer contato com Enea Bastianini. Isso me tirou e, quando voltei, precisei de duas voltas para me recuperar e ficar calmo, e nessas duas voltas a pressão caiu. Podia controlar tudo, exceto um contato com outro piloto”.

“É uma pena, mas as regras são as regras. A única coisa que estava discutindo com eles era a questão do toque com Enea, que foi o que fez com que ficasse mais uma volta fora da pressão.”

“Foi um erro, mas é um erro de equipe. Às vezes eu falho; às vezes, outros falham”.

“É realmente uma pena sair daqui com tão poucos pontos: poderíamos ter conquistado dois quartos lugares, mas…”

“O toque com Bastianini certamente influenciou, mas não estamos procurando desculpas, eu estava jogando bem com a pressão dos pneus até aquele momento. Vamos encerrar este fim de semana e focar na Alemanha.”

O chefe de equipe de Márquez, Frankie Carchedi, escreveu em seu Twitter: “estávamos 0,01 fora em uma volta, no entanto, temos os dados para entender por que estava registrando abaixo do que deveria”.