MotoGP: Martín assume erro, mas diz que queda é “difícil de analisar”

Jorge Martín caminhava para aquilo que parecia ser uma vitória dupla no GP da Alemanha do último domingo, quando começou a ser pressionado por Francesco Bagnaia nas últimas voltas e acabou por cair na curva 1 a duas voltas para o fim tentando responder à investida do italiano.

Com o acidente, a liderança do espanhol no campeonato de 15 pontos virou desvantagem de 10 para Bagnaia.

“Não consigo explicar muita coisa. É difícil analisar no momento”, disse Martin à TNT Sports.

“Acho que fizemos um trabalho incrível hoje até o acidente. É frustrante, com certeza. É uma pena depois de fazer uma corrida tão incrível, mas temos que seguir em frente.”

“Temos que nos levantar. E acho que hoje é um dia muito importante para a minha carreira. Vou aprender com isso. Vou voltar a vencer e pronto.”

“Tivemos muita dificuldade com a frente durante todo o fim de semana. A curva 1 era um desses locais, mas não esperava cair. Com certeza senti alguns movimentos ali, mas nada de especial.”

“Então agora só precisamos seguir em frente e com certeza precisamos aceitar isso.”