MotoGP: Márquez diz que “não há desculpas” para não vencer com Ducati

Antes de suas últimas três provas pela Honda, Marc Márquez falou sobre seu futuro na equipe Gresini Ducati. O espanhol disse que teve dúvidas antes de fazer sua escolha, mas ressaltou que vai para a melhor moto, por isso não há mais desculpas.

“Depois de uma grande decisão, você ainda tem algumas dúvidas”, admitiu Márquez.

“É super difícil saltar para outra moto e vencer no primeiro ano. Mas é verdade pelos resultados que estou mudando para a melhor moto. O primeiro, o segundo e o terceiro no campeonato estão pilotando esta moto. Então, no final, sem desculpas. A moto está lá.”

A Ducati está garantida para coroar o seu segundo campeão consecutivo de MotoGP este ano, com Francesco Bagnaia, Jorge Martin e Marco Bezzecchi ainda na luta.

Márquez detalhou a decisão, e disse que a parte mais desafiadora foi o fator humano.

“Às vezes você tem que tomar algumas decisões. Os corretos ou não? O tempo responderá a esta pergunta”, disse Márquez.

“O lado mental foi superdifícil principalmente porque eu estava nervoso. Muitas dúvidas, todos os dias, todas as semanas, mudança de mentalidade, todos os dias, todas as semanas, muitas interrogações.”

“Foi difícil ter um bom desempenho na pista, mas tentamos administrar da melhor maneira. O mais difícil, para tomar a decisão, foi o lado humano.”

“Vou sentir falta da minha equipe, vou sentir falta da Honda, da HRC. Porque eles são o time da minha carreira.”

Apenas o engenheiro Javi Ortiz seguirá Márquez da Honda para a Gresini.