MotoGP: Marini mira em superar companheiros de Honda em 2024

Substituto de Marc Márquez na equipe Repsol Honda para 2024, Luca Marini se vê em um grande momento na carreira, tendo finalmente a possibilidade de estar em uma equipe de fábrica. Agora, o piloto se foca em tentar desenvolver a RC213V para fazê-la uma vencedora novamente.

“Minha paixão pelo motociclismo começou quando eu era pequeno, mas a cada ano ela vem crescendo porque no começo você tem uma moto pequena, que ganha pouquíssima velocidade e depois aumenta a cilindrada e os circuitos e isso faz você se divertir mais. Quando cheguei ao mundial, a emoção que senti foi incrível. Tentei de tudo para que isso fosse minha paixão, minha vida e meu trabalho. Agora que estou nesta equipe, na MotoGP, e é um sonho”, iniciou Marini.

“Foi um choque quando Marc disse que estava saindo desta equipe, então tentei, junto com meu empresário e o resto das pessoas que sempre me acompanham, encontrar um contato com a Honda e ver quais possibilidades eu tinha neste novo projeto de desenvolver uma moto potente que possa voltar a vencer corridas e títulos. Deu certo, então vamos começar essa nova aventura da melhor maneira possível”.

Embora o chefe da HRC, Alberto Puig, e a equipe quisessem um piloto para uma única temporada, para ter liberdade no mercado de 2025, Marini conseguiu um contrato de dois anos com a Honda, para poder iniciar um projeto.

“Acho que vamos trabalhar muito, já pude ver e conhecer muita gente no box, gosto muito de trabalhar com os japoneses e a cultura deles. Com a moto vamos forçar desde o primeiro momento porque a Honda tem que voltar a vencer corridas o mais rápido possível”.

“O objetivo agora é melhorar a moto, tirar dela um bom desempenho. Em termos de resultados, a primeira coisa que tenho que fazer é vencer meus companheiros da Honda. Não vai ser fácil porque tenho pouca experiência com esta moto, mas farei o meu melhor para tentar de tudo”.