MotoGP: GP da Índia é adiado para 2025 e Cazaquistão fica com data

O GP da Índia de MotoGP de 2024 foi oficialmente cancelado, mas deve retornar ao calendário em março de 2025 segundo um comunicado do campeonato nesta quarta. O lugar desta prova (20 a 22 de setembro) será, conforme rumores, ocupado pelo GP do Cazaquistão – evento que deveria ocorrer de 14 a 16 de junho, mas foi adiado devido a alagamentos na região.

O promotor da corrida da Índia insistiu que “a corrida estava dentro do cronograma” após relatos a etapa corria o risco de ser cancelada.

“Todas as obrigações contratuais serão cumpridas em junho”, falou Pushkar Nath Srivastava, CEO e co-promotor indiano da MotoGP. Ele se referia aos pagamentos atrasados ​​do evento do ano passado.

As restrições relativas ao gasto de dinheiro público durante eleições gerais da Índia foram apontadas como a razão para a necessidade de esperar até junho para o pagamento, porém a MotoGP não quis esperar tanto tempo.

Através de um comunicado, a MotoGP confirmou que devido a “considerações operacionais” a prova não ocorrerá. Além da questão financeira, o clima na prova do último ano foi um problema, com temperatura do ar em 33°C, umidade em 65% e pista 39°C.

“A FIM, IRTA e Dorna Sports anunciam que o GP da Índia não se realizará em 2024, com a MotoGP adiando seu regresso ao país para o início de 2025 devido a considerações operacionais.”

“Seguindo o conselho do Governo de Uttar Pradesh enquanto o estado continua o seu compromisso de longo prazo com o MotoGP, o esporte regressará ao Circuito Internacional de Buddh em março de 2025, quando se espera que as condições meteorológicas sejam ótimas para espectadores e pilotos.”