MotoGP: Espargaró critica Morbidelli e diz que confusão “não vai ficar assim”

No sábado do último GP do Catar, Aleix Espargaró e Franco Morbidelli tiveram um encontro pouco amistoso durante os treinos, no qual o espanhol bateu no capacete do italiano após uma tentativa de ultrapassagem no limite.

Após o incidente, Morbidelli o criticou duramente.

“Nós o vimos reagir de forma exagerada muitas e muitas vezes ao longo de sua carreira. Ele tem muito mais episódios dos quais se envergonhar do que se orgulhar. Eu me pergunto o que ele dirá aos seus filhos”, disse Morbidelli.

Falando após a entrevista do italiano, Espargaró – que recebeu seis posições de punição no grid e uma multa de 10 mil euros – recriminou suas palavras.

“A minha versão não muda. Obviamente errei e tudo foi desastroso. Mas posso garantir que não queria bater no capacete dele, só queria afastá-lo”, iniciou.

“Se você ver apenas a parte final da sequência e dizer que eu mereço essa sanção é muito feio. Mas é injusto porque Franco anda lento pelos circuitos há um ano e meio, e em cada corrida ele incomoda um ou o outro”.

“Na semana passada ele chamou Marc Márquez de cachorro com a mão. Errei muito na minha reação, mas não vale a pena olhar apenas a última parte da sequência.”

“O que me incomodou muito é que em suas declarações ele incluiu minha família e meus filhos. Lá ele cruzou uma linha muito sagrada; isso não vai continuar assim”.