MotoGP: Bastianini vê moto 2024 da Ducati com boa margem de melhora

Mesmo já com uma grande pré-temporada, liderando todos os dias de teste, a moto 2024 da Ducati ainda tem mais para dar a seus pilotos. De acordo com Enea Bastianini, a Desmosedici ainda tem potencial para melhorar, sobretudo na dirigibilidade com os compostos mais duros.

“As minhas sensações com a moto são boas, tal como no primeiro dia. Estamos trabalhando muito bem”, disse Bastianini, segundo no teste do Catar atrás do parceiro Francesco Bagnaia.

“Temos alguns problemas, mas são pequenos, nomeadamente vibrações em relação a 2023, especialmente nas curvas à esquerda. Também temos algo para resolver na frente, quando estamos no ângulo de inclinação máximo. Mas o ritmo foi bom e a simulação de classificação não foi nada mal”.

“Os tempos já são bons, mas neste momento não estamos a 100%. O principal problema foi um pouco de vibração na traseira. E também degradação no pneu dianteiro depois de algumas voltas.”

“É quando você obtém o ângulo de inclinação máximo que você começa a sentir vibrações. Não é um grande problema em termos do meu estilo de pilotagem, mas se conseguirmos resolvê-lo, poderemos fazer um pouco mais de progresso. É principalmente com o pneu médio, e é foi melhor com o macio na simulação de classificação. Acho que conseguiremos resolver esse problema para a corrida, veremos.”