Indy: Entre ameaças de morte, McLaren encerra parceria com equipe da IndyCar

A equipe da McLaren na IndyCar encerrou hoje (06) sua aliança com a Juncos Hollinger Racing após comentários nas redes sociais que envolviam ameaças de morte.

A decisão aconteceu após Theo Pourchaire, da Arrow McLaren, ter sido alvo de ataques. O motivo foi um incidente com Agustin Canapino, da JHR, na volta 60 do GP de Detroit. 

Zak Brown, CEO da McLaren Racing, também criticou o abuso, chamando de “triste e patético”.

Canapino rebateu à reclamação vinda de Pourchaire e sua equipe, afirmando não ter visto “uma única ameaça de morte dirigida a quem afirma tê-las recebido”. Ele disse que também recebe mensagens de ódio constantemente, mas “aprendeu a conviver com isso como muitas pessoas fazem, optando por ignorá-los”, concluiu o piloto.

Depois de nota publicada por Canapino, a Arrow anunciou hoje o fim da parceria que teve início no final do ano passado. 

“Conforme refletido no código da comunidade de mídia social da equipe, a Arrow McLaren não tolerará qualquer forma de abuso ou discriminação e condena totalmente o abuso online direcionado à nossa equipe e ao nosso piloto”.

Pouco depois, a JHR também publicou uma nota, afirmando confiar no futuro da equipe. Eles também agradeceram o tempo com a McLaren, destacando, “Eles são uma organização de classe mundial com a qual gostamos de competir semana após semana”.