LVMH é apontada como substituta da Rolex na F1 a partir de 2025

A F1 está prestes a encarar uma grande mudança – mas que para muitos pode ser imperceptível. Informações indicam que a partir da temporada 2025, é a LVMH quem assume o papel de cronometrista oficial da categoria, substituindo a Rolex.

A atual marca que registra os tempos do certame ocupa a função desde 2013. A notícia foi adiantada pela imprensa francesa, e aponta que a estratégia reflete no desejo da nova empresa em expandir sua presença no esporte e aumentar a visibilidade de suas marcas, a TAG Heuer e Hublot, no cenário mundial.

Envolvida há 11 anos com a F1, a Rolex se envolveu com a FIA em um primeiro momento, mantendo sua visibilidade em todas as pistas durante todas as etapas do calendário – é possível ver placas que levam o nome da marca por todo o circuito, além de entrada e saída do pitlane.

Informações trazidas pela Forbes apontam que a Rolex parca cerca de $ 50 mi anualmente para ser o relógio oficial da categoria. Já a revista Coronet afirmou que o grupo LVMH toma o papel a partir de janeiro e vai desembolsar uma quantia muito mais gorda: $ 150 mi.