Irvine: “Era de Hamilton e da Mercedes chegou ao fim na F1”

O ex-piloto de Fórmula 1, Eddie Irvine, afirmou que a era de Lewis Hamilton e da Mercedes na F1 chegou ao fim. Em entrevista ao jornal La Gazzetta dello Sport, Irvine expressou dúvidas sobre a capacidade da Mercedes de fornecer a Hamilton um carro capaz de disputar o título, marcando o declínio da parceria que dominou a categoria desde 2014.

Desde a transição para os motores V6 turbo-híbridos em 2014, a Mercedes conquistou oito títulos consecutivos de Construtores e registrou 120 vitórias entre 2014 e 2021. No entanto, desde a mudança para os carros de efeito solo em 2022, a Mercedes enfrentou várias dificuldades.

Hamilton, que renovou seu contrato com a Mercedes até o final de 2025, não adicionou mais nenhuma vitória desde 2021, às suas 103 já conquistadas. Irvine destacou a ascensão de Max Verstappen, afirmando que a comparação com Hamilton é difícil devido à juventude e velocidade do piloto da Red Bull.

Irvine pondera sobre as perspectivas de Hamilton em 2024, afirmando que dependerá da competitividade da Mercedes. Apesar da experiência de Hamilton, Irvine expressa dúvidas sobre a conquista do oitavo título pelo britânico, enquanto a Red Bull se estabelece como a força dominante.