F1: Wolff descarta amizade com Horner após foto abraçados

Toto Wolff, chefe da equipe Mercedes na Fórmula 1, descartou a possibilidade de uma amizade próxima com Christian Horner, seu homólogo na Red Bull Racing. Em uma entrevista recente ao OE24, Wolff comentou sobre uma foto aparentemente amigável com Horner, tirada após o Grande Prêmio de Abu Dhabi. Ele esclareceu que a imagem foi mais uma coincidência do que qualquer outra coisa.

Refletindo sobre a temporada de 2023, Wolff previu que a Red Bull dominaria todas as corridas, mas se mostrou aliviado por ter errado em relação ao desempenho da equipe em Cingapura. Reconhecendo a superioridade da Red Bull, Wolff disse: “Eles estavam em sua própria galáxia, e todos os argumentos lógicos apontam para que eles sejam muito fortes novamente em 2024.”

Sobre a foto com Horner, Wolff explicou: “Isso foi na saída do paddock. Havia um grupo agradável ao redor de Mark Mateschitz, sua mãe e algumas pessoas que conheço bem. Juntei-me a eles e tive uma boa conversa com Geri (Halliwell, esposa de Horner) e foi assim que a foto surgiu.”

Wolff enfatizou que uma amizade próxima entre ele e Horner é improvável, mencionando: “Amigos? O último aperto de mão foi talvez em 2021, antes da última corrida. Mas você tem que reconhecer as conquistas do seu concorrente. Eu respeito o que a equipe Red Bull alcançou.”