F1: Williams de portas abertas para Sainz, “queremos um piloto de classe mundial”, afirmou Vowles

Carlos Sainz ainda não tem um assento garantido para a temporada de 2025, já que será substituído na Ferrari pelo heptacampeão, Lewis Hamilton. O espanhol não tem mais esperanças de ir para a Red Bull, graças ao anúncio da renovação de Pérez. Porém, outras portas estão abertas para o piloto.

Os rumores são muitos no paddock. Um deles sendo o de Sainz ter recebido uma proposta de ir para a Audi em 2026. Mas outra possibilidade para o espanhol é ir para a Williams, no lugar de Logan Sargeant.

James Vowles, chefe da Williams na Fórmula 1, fez um discurso e nele nomeou as ambições e expectativas que tem para a equipe nos próximos anos, destacando a sua vontade de ter Carlos Sainz no time.

“A Williams não é a mesma Williams de três anos atrás. E só pelo fato de estarmos conversando com Carlos mostra que mudamos nossa abordagem”, disse Vowles. O chefe da equipe afirmou que a Williams quer pilotos “de classe mundial” fazendo parte do time daqui para frente.

“Queremos que o mundo perceba que estamos aqui e que falamos sério. Estamos investindo o que for preciso para voltar ao topo”. A última vez que a equipe venceu na F1 foi em 2012, com Pastor Maldonado, e agora, quer voltar ao lugar número um do pódio.

“Em 2026, temos uma das melhores unidades de potência, senão a melhor, chegando ao nosso carro”, explicou Vowles, se referindo aos grandes progressos da Mercedes para a unidade de potência de 2026.

O chefe da Williams também anunciou que novos funcionários, recrutados de outras equipes, estão se juntando a equipe. “Anunciaremos, em breve, espero, mas há cerca de 30 pessoas incríveis de outras equipes se juntando à nossa organização que temos reunido nos últimos 12 meses”.

Vowles disse ainda a importância de ter alguém como Carlos Sainz na equipe, “em termos do panorama geral de onde estamos”. 

“Claro, a diferença é que ele pode escolher se quer vir aqui ou não, e isso cabe a ele”, completou.

Perguntado sobre o progresso em trazer Sainz para a equipe, Vowles respondeu: “É difícil dizer. Acho que ele pode ver todos os pontos fortes. Acho que é fácil [para mim] porque sou Williams e visto a camisa, mas acho que é uma decisão fácil vir para cá. Mas tem que ser dele”, afirmou.