F1: Wache destaca a importância de Newey internamente na Red Bull

O diretor técnico da Red Bull, Pierre Wache, declarou Adrian Newey, projetista-chefe da equipe, como um membro ‘insubstituível’ da organização. Considerado um dos maiores projetistas da história da Fórmula 1, Newey contribuiu para sete títulos de pilotos e seis de construtores para a Red Bull em duas décadas de atuação na equipe.

Apesar de ter se afastado do design completo dos carros em 2014, sua influência na Red Bull permanece forte. Agora, aos 65 anos, ele age como um mentor, desafiando e inspirando a equipe com sua vasta experiência de quatro décadas na F1.

“No dia a dia, ele não está envolvido no processo principal”, explicou Wache. “Sua atuação vem mais de fora, nos ajudando ou desafiando em diferentes áreas, como design mecânico, aerodinâmica e dinâmica do veículo.”

Wache reconhece a vantagem de aproveitar a expertise de Newey: “Tendo menos tempo para nós, precisamos usar sua experiência de forma inteligente. Ele nos desafia mais do que simplesmente concorda, o que é positivo. Pela diferença de perspectiva e conhecimento, ele enxerga coisas que nós não vemos”, afirmou.

A influência de Newey transcende o técnico, tornando-se parte da identidade da Red Bull. Wache continuou: “Ele é uma pessoa muito inteligente e de mente aberta, o que é raro para alguém com tanto sucesso”, concluiu.

Sobre o futuro, Newey já afirmou estar em uma ‘contagem regressiva’, mas que continuará enquanto a equipe o desejar e ele estiver se divertindo. Ao que parece, o mestre da Red Bull ainda tem muito a ensinar e inspirar por um bom tempo.