F1: Verstappen discute vida fora das pistas, amor pelo PSV e relação com Kelly Piquet

Max Verstappen, tricampeão mundial de Fórmula 1, quebrou todos os recordes nesta temporada e, em uma conversa com a revista suíça Blick, compartilhou aspectos de sua vida além do circo da F1. Ele falou sobre as aventuras de rali de seu pai, Jos Verstappen, sua paixão pelo clube de futebol holandês PSV e seu relacionamento com Kelly Piquet.

Jos Verstappen, vencedor do Rali do Sul de Limburgo em novembro, apesar de dois furos nos pneus, costuma estar presente nos fins de semana de corrida. No entanto, Max não espera apoiar seu pai em uma corrida. “Eu adoraria, mas é um esporte muito aberto. Você não pode se esconder em algum lugar. E, nesse aspecto, eu gosto de privacidade. Eu estaria lá apenas para apoiar meu pai, talvez eu o distraísse.”

Quando questionado sobre futebol, Verstappen escolheu a Holanda ao invés da Bélgica e comentou sobre o clube de futebol PSV: “Tudo está indo muito bem no momento”, disse Verstappen, “Estou muito feliz, outros clubes ou até mesmo equipes de Fórmula 1 têm muitos problemas com má gestão. Não vou citar nomes.”

Sobre o casamento com Kelly Piquet, após a corrida em São Paulo, Verstappen foi à fazenda da família Piquet, onde seu cunhado estava se casando. Questionado se era hora de fazer o mesmo, ele respondeu: “Casar? Eu? Agora você está me colocando em uma situação difícil”, disse Verstappen, rindo. Ele continuou: “O tempo dirá. No momento estou muito feliz com Kelly, mas não tenho ideia de quando vou me ajoelhar. Tem que acontecer espontaneamente.”

Essas revelações de Verstappen fornecem uma visão íntima de sua vida fora das pistas, destacando sua paixão por esportes, valorização da privacidade em eventos públicos e um vislumbre de sua vida pessoal com Kelly Piquet. Elas mostram um lado mais pessoal do campeão mundial, distante da intensidade e do foco que ele exibe nas corridas de F1.