F1: Veja as principais mudanças na categoria para 2024

A temporada 2024 da Fórmula 1 promete ser agitada, mesmo não tendo muitas alterações no grid. A AlphaTauri, equipe-irmã da Red Bull, terá um novo nome a partir de 2024. Rumores apontam para ‘Racing Bulls’, mas o anúncio oficial só ocorrerá no início ano que vem. A Alfa Romeo-Sauber também terá outro nome, voltando ao tradicional Sauber (com mais algum patrcinador de título) antes de se tornar a equipe oficial da Audi em 2026.

O grid será o mesmo de 2023, sem nenhuma alteração de pilotos, pelo menos para o início da temporada. Daniel Ricciardo garantiu sua vaga na AlphaTauri após a saída de Nyck de Vries na metade de 2023. No entanto, 2024 promete ser um ano decisivo para muitos pilotos que terão seus contratos encerrados no final do próximo ano.

A temporada 2024 bate um recorde com 24 corridas programadas. A FIA reorganizou o calendário para reduzir viagens, com o destaque para o GP do Japão, que vai mudar para o mês de abril. Há também o retorno do GP da China, e o GP do Catar passa a ser a penúltima etapa do ano, facilitando o deslocamento para Abu Dhabi, que encerra a temporada.

O GP do Catar de 2023 foi marcado por intenso calor e indisposição de vário pilotos ao final da corrida. Para evitar situações semelhantes, a FIA aprovou a instalação de um duto de ar nos carros, aumentando a refrigeração do cockpit.

As críticas ao formato das corridas Sprint levaram a FIA a repensá-lo. O objetivo é separar melhor as sessões Sprint daquelas do GP principal, mas ainda não há detalhes concretos sobre como serão essas mudanças.

Outra mudança, vai ocorrer na quantidade de dias de testes de pneus, que ocorreu a pedido da Pirelli. O número de dias de testes da forncedora de pneus vai aumentar de 35 para 40 ao longo do ano. Haverá também foco em pneus intermediários e de chuva, alvo de críticas na temporada passada.

A FIA também endureceu as punições que podem ser aplicadas, com multa máxima de €1 milhão para a Fórmula 1.

Outra novidade, é que a partir de 2024, o uso de sinalizadores, bombas de fumaça e fogos de artifício será proibido nos circuitos durante a realização dos GPs da F1.

A temporada de 2024 promete ser disputada, mesmo se a Red Bull mantiver seu amplo domínio, pois com vários pilotos tendo seus contratos terminando no final do próximo ano, obviamente todos irão querer garantir sua permanência na categoria, por isso precisam mostrar bons desempenhos, o que deve gerar boas brigas ao longo da temporada.