F1: Vasseur diz que dois pilotos top não irão prejudicar Ferrari na briga pelo título em 2025

O chefe da Ferrari, Frederic Vasseur, descartou a possibilidade da chegada de Lewis Hamilton para ser companheiro de Charles Leclerc em 2025, prejudicar a luta da equipe pelo título na Fórmula 1.

A contratação de Hamilton foi anunciada antes do início da atual temporada e promete ser uma das duplas mais empolgantes do grid no próximo ano. No entanto, alguns acreditam que ter dois pilotos de ponta pode atrapalhar as ambições da Ferrari.

O time italiano teve seu período mais vitorioso no início dos anos 2000, quando Rubens Barrichello atuava como número 2 para Michael Schumacher, enquanot a Red Bull Racing vem dominando recentemente com Max Verstappen, que sempre teve vantagem sobre seu companheiro de equipe, Sergio Perez.

Mas Vasseur não vê problemas em Hamilton e Leclerc dividindo pontos, acreditando que os benefícios superam os riscos.

“Não acho que isso seja um problema”, disse Vasseur ao Autosport. “Na verdade, a equipe se beneficia dessa dinâmica, pois provavelmente conquistaremos mais pontos com dois pilotos do que com um e meio”, se referindo à Red Bull.

Vasseur cita o bom relacionamento entre Leclerc e Carlos Sainz na temporada atual como exemplo. “Eles se pressionam mutuamente. Quando um deles dá um passo atrás, o outro está lá para conseguir resultados e o incentiva. É assim desde o início do ano passado.”

“Prefiro ter dois pilotos fortes do que não ter isso. Claro, com dois pilotos, o potencial de pontos aumenta, mas acredito que o potencial de pontos com dois bons pilotos é muito maior do que com um e meio. Essa é a minha visão”, acrescentou.

Vasseur também elogiou a postura de Sainz, que segue focado em desempenhar bem seu papel mesmo sabendo que não terá seu contrato renovado para 2025.

“Ele está com a mesma mentalidade de quando apresentamos o carro em fevereiro”, disse o francês. “Ele é profissional e sabe que iremos nos separar no final da temporada. A primeira reação dele foi: ‘Ok, Fred, é uma decisão difícil, mas vamos lutar até a última curva da última volta da temporada’. Ele é um mega profissional, totalmente comprometido e está fazendo um ótimo trabalho. Estou convencido que continuará assim até o fim de 2024”, completou Vasseur.