F1: “Uma das corridas mais difíceis do ano”, afirmou Sargeant sobre GP da Espanha

O domingo de corrida da Williams viu seus dois pilotos longe da zona de pontuação, com Alex Albon finalizando em P18 e Logan Sargeant em P20. Albon começou a corrida largando da linha dos boxes, por ter trocado a sua unidade de potência, e Sargeant, apesar de começar do grid em P19, não obteve muita vantagem sobre o companheiro. Os pilotos e a equipe comentaram sobre o dia frustrante na Espanha.

 

Alex Albon

“Queríamos mais neste fim de semana. Por um lado, o carro deu um grande passo à frente em comparação ao ano passado e fizemos as escolhas certas ao longo da corrida. Ao mesmo tempo, este circuito é um pouco de choque de realidade. Em um circuito mais tradicional, nossa falta de downforce e peso extra combinados com ventos fortes e temperaturas de pista nos seguraram. Com o pelotão intermediário se fortalecendo, está claro que temos trabalho a fazer. Olhando para frente, Áustria e Silverstone devem nos favorecer muito mais.”

 

Logan Sargeant

“Essa foi uma das corridas mais difíceis do ano. A degradação estava acumulando tão rapidamente que parecia que eu estava gerenciando os pneus desde a primeira volta de cada stint. Foi um fim de semana difícil para a equipe. Assim como no ano passado, lutamos em Barcelona, mas tivemos boas performances em Áustria e Silverstone, então vamos procurar seguir em frente e nos recuperar nas próximas corridas deste triplo.”

 

Sven Smeets – Diretor Esportivo

“Tivemos uma tarde muito difícil, pois faltou ritmo para lutar por uma boa posição. Vamos trabalhar duro para entender por que faltou ritmo, já que algumas sessões de Treino Livre mostraram sinais de melhoria em comparação ao ano passado. A pista estava mais quente do que o esperado e o vento influenciou nossa baixa performance. A partir de amanhã, vamos concentrar nossos esforços em Spielberg, pois deverá ser uma pista que nos favorece mais. Está muito apertado no pelotão intermediário e cada ponto conta, então teremos que estar no nosso melhor em cada corrida até o final do ano.”