F1: “Toto quer um Verstappen? Jos está disponível”, disse Horner

O chefe da Red Bull Racing, Christian Horner não gostou da declaração de Toto Wolff, chefe da Mercedes, que estaria deixando a porta aberta para a chegada de Max Verstappen em 2026. O dirigente da Red Bull considera a postura do rival apenas uma ‘tática’ e reafirmou a permanência do holandês em sua equipe.

Wolff já afirmou várias vezes, que a definição dos pilotos para a temporada 2025 da Fórmula 1 ainda não estava definida em sua equipe, alimentando especulações sobre um possível interesse em Verstappen. No entanto, o holandês já havia confirmado sua continuidade na Red Bull para a próxima temporada, afirmação que repetiu na coletiva de imprensa na Áustria.

Questionado sobre a insistência de Wolff em manter a porta aberta, Horner ironizou: “Essa pergunta é para o Toto. Achei que Max tenha sido bem claro na coletiva de ontem. Ele sempre foi consistente com a equipe.”

“Isso só reafirma o que já sabemos. Max é peça fundamental. Conquistou todas as vitórias e pódios em carros excepcionais, incluindo seus três títulos. Ele gosta de estar aqui e tem um ótimo grupo em torno dele. Sabemos qual é o futuro”, acrescentou Horner.

O chefe da Red Bull ainda sugeriu que a declaração de Wolff possa ser uma estratégia para despistar a atenção: “Muito se falou sobre a saída dele (Verstappen). Às vezes, você acha que é só para causar distração. Afinal, quais seriam as motivações? Max tinha toda a informação sobre os motores e o regulamento de 2026, e escolheu ficar. Ele deixou uma vaga na Mercedes, por isso a especulação sobre quem vai ocupá-la. Mas não será Max Verstappen”, disse o chefe da Red Bull.

A ‘cutucada’ final de Horner veio através de uma indireta para Jos Verstappen, pai de Max. A relação entre Horner e Jos voltou a ficar estremecida na Áustria, após o holandês acusar o dirigente de impedi-lo de participar de uma demonstração na pista com um carro antigo de F1. “Se ele realmente quer um Verstappen para o ano que vem, acho que o Jos está potencialmente disponível”, concluiu Horner de forma bastante irônica.