F1: Sauber novamente sem pontuar em 2024

A Sauber deixou o GP do Japão de Fórmula 1, mais uma vez sem marcar pontos, mas ainda assim renovou a confiança no ritmo e desempenho da equipe. Valtteri Bottas chegou a ficar próximo da disputa pelo top 10, mas terminou a corrida em P14, enquanto Zhou Guanyu acabou abandonando a prova.

Alessandro Bravi, chefe da equipe: “Depois de três corridas em que fomos afetados por problemas nas paradas de box, podemos ver alguns desenvolvimentos positivos, tendo quatro paradas sem problemas em Suzuka. É claro que neste momento não estamos buscando maximizar a velocidade, mas sim a consistência e confiabilidade das nossas paradas, que foi o que aconteceu hoje. Tivemos que abandonar o carro de Zhou devido a um problema no sistema de transmissão, algo que a equipe está investigando agora. É lamentável porque ele teve uma largada forte e boas primeiras voltas, e mesmo não estando diretamente na luta por pontos naquela fase, com o seu ritmo forte, ele teria sido útil para a equipe em termos de maximizar os resultados da nossa estratégia. Valtteri fez uma corrida muito consistente, com duas boas largadas e grandes chances de pontuar. Ele estava à frente de Yuki Tsunoda antes da segunda parada e Yuki chegou na zona de pontuação (P10). É claro que conhecemos as nossas limitações atuais, mas podemos nos animar com o fato de que nosso ritmo de corrida está à altura dele, se não melhor. Como equipe, precisamos analisar todos os dados deste fim de semana. Continuamos encontrando melhor desempenho a cada atualização que vem de Hinwil e sabemos que estamos indo na direção certa. O desenvolvimento está indo bem e as atualizações estão funcionando, nossos pit stops estão melhorando. Sabemos que para marcar pontos este ano precisaremos juntar tudo e que nenhum detalhe pode ser esquecido em termos de execução, desempenho e confiabilidade, então continuamos trabalhando duro. Agora nos concentraremos em dois dias de testes com a Pirelli antes de voltarmos mais fortes em Xangai. Devemos manter a nossa confiança, pois estamos cada vez mais próximos a cada corrida, e vemos que o nosso ritmo pode ser igual ao dos nossos concorrentes diretos”, concluiu.

Bottas: “O nosso ritmo geral parecia bastante forte hoje, esse é o ponto positivo que podemos tirar desta corrida. Deveria nos ter permitido terminar melhor do que foi hoje, o que confirma o passo à frente que demos em termos de desempenho graças ao atualizações que trouxemos recentemente, e o trabalho realizado para compreensão do nosso pacote. Infelizmente, nosso potencial de marcar pontos foi prejudicado quando sofremos com o trânsito na segunda parada. Paramos com um grupo de outros carros, não foi a parada mais fácil, e assim que voltei à pista, acabei ficando atrás. Kevin (Magnussen) na maior parte das últimas voltas. Estou definitivamente desapontado, pois poderíamos facilmente ter conseguido mais hoje e marcado os primeiros pontos da temporada. Ainda assim, o nosso ritmo de corrida parecia promissor e houve progressos dentro e fora da pista. Podemos esperar um desempenho mais forte em Xangai. A nossa prioridade continua a ser conseguir uma execução mais consistente em todos os aspectos e lutar por pontos num grupo extremamente apertado. Estou entusiasmado por voltar à China depois de alguns anos, e espero que possamos voltar à luta e termos uma chance de marcar alguns pontos”, acrescentou.

Zhou: “Foi um final de semana difícil para mim. Infelizmente, encontramos alguns problemas menores durante o fim de semana, desde o tempo reduzido para mim no TL3, que acabou impactando minha sessão de classificação, até um abandono em uma corrida onde tive ritmo para recuperar alguns posições. Fiz uma boa largada e boas primeiras voltas de corrida, antes de percebermos que poderíamos ter alguns problemas técnicos e sermos informados para abandonar. Embora este não seja definitivamente o início de ano que eu esperava, continuamos trabalhando arduamente porque sabemos que as coisas vão melhorar. Nosso ritmo geral parecia bom e o meu foco agora está na preparação para o meu primeiro GP em casa. Com a equipe na pista e na fábrica, iremos investigar os nossos problemas e trabalhar neles para estarmos numa posição melhor, por isso vou lutar por pontos em casa, na China, tanto na corrida Sprint no sábado, bem como no GP no domingo”, finalizou o piloto chinês.